Programa para Recuperar Arquivos Deletados

Muita gente exclui documentos importantes sem querer. Mas será que é possível recupera-los? Sim, fique tranquilo, nós te ajudaremos a recuperar arquivos deletados através de um programa feito justamente para isso.

É uma situação muito comum desde a popularização dos microcomputadores, nos anos 1990: o usuário decide abrir espaço no disco rígido e, para isto, começa a excluir arquivos antigos: textos, vídeos, fotos e músicas há muito não abertos. De repente, no meio das velharias, vão junto documentos muitos importantes, fundamentais. Mas não é difícil recuperar arquivos deletados.

Se os arquivos tiverem sido apagados apenas com um toque na tecla “delete”, basta abrir a pasta “lixeira”: eles estarão lá, íntegros, esperando uma limpeza de disco mais aprofundada. Basta clicar com o botão direito do mouse sobre os arquivos deletados por acidente e escolher a opção “restaurar”, clicando com o botão esquerdo.



recuva

Recuva para Recuperar Arquivos Deletados

Mas se os arquivos foram deletados com um “shift+del”, a operação é um pouco mais trabalhosa, mas é possível recuperá-los, porque dados gravados no disco rígido nunca são definitivamente apagados: eles apenas são comprimidos e desaparecem dos gerenciadores de arquivos (“meu computador”, “meus documentos”, “meus downloads”, etc.).

Quando o assunto é recuperar arquivos deletados, o software Recuva é uma ferramenta muito importante. O programa é gratuito, leve (3,4 Mbytes) e pode ser baixado em sites como o Baixaki e o Superdownloads. Para fazer o download, verifique se o site traz a indicação “testado, livre de spywares”, para não danificar o PC. (Link confiável aqui!)

A primeira operação é alterar algumas características do Recuva. Basta clicar em “opções” e, na aba “ações”, habilitar as caixas “mostrar arquivos encontrados em diretórios ocultos do sistema” e “mostrar arquivos removidos de modo seguro”. Feito isto, clique em “ok” para retornar à tela inicial. Ao clicar em “verificar”, o programa apresenta as opções de buscas: é possível recuperar arquivos deletados do disco rígido, CDs, DVDs, cartões de memória, celulares, câmeras digitais, pendrives, etc.

O programa é rápido e faz a varredura em poucos segundos, procurando na primeira etapa os arquivos deletados recentemente. Em seguida, ele verifica as características dos arquivos e exibe a relação. O usuário pode filtrar a busca: o Recuva dá a opção de relacionar apenas documentos, arquivos de áudio, vídeo, e-mails, etc. Para refinar ainda mais a pesquisa, pode-se procurar pela extensão dos arquivos: DOC (Word), XLS (Excel), JPG (fotos), EXE (arquivos de execução de programas), e assim por diante. Não se esqueça de digitar um ponto antes da extensão (.DOC, por exemplo).

Girando a barra, o programa mostra os arquivos deletados e seu atual estado. O Recuva classifica os arquivos com as cores do semáforo: os assinalados em “verde” estão em excelentes condições, os em “amarelo” provavelmente perderam alguns dados e os em “vermelho” sofreram sérios danos e não podem ser recuperados.

Basta clicar nos arquivos perdidos acidentalmente e clicar “recuperar marcado(s)” com o botão direito do mouse. O programa Recuva solicita a pasta em que o arquivo deve ser salvo. As chances de recuperação são maiores quando o arquivo é enviado para uma pasta ou partição diferente da original. Assim, se o arquivo deletado originalmente estava em “meus documentos”, escolha salvá-lo num pendrive para depois transferi-lo novamente para o HD.

Em alguns casos, o arquivo perdido não aparece na relação. Quando isto acontecer, é preciso voltar às “opções”, clicar a aba “ações”, marcar a caixa “verificação profunda” e repetir a busca. A operação pode levar mais de uma hora.

Outros programas gratuitos podem ser usados para recuperar arquivos deletados, como o Minitool Power Data Recovery, Inspector File Recovery, Diskdigger, Restoration, etc. No entanto, na avaliação dos internautas, o Recuva é o software que apresenta os melhores resultados.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *