Posso Mentir no Currículo? Veja as Maiores Mentiras

Cada um deve descobrir o momento de mentir, mas fazer isto no currículo é um péssimo jeito de começar uma carreira. Veja se é correto mentir no currículo e saiba quais as maiores mentiras usadas pelas pessoas para melhorar o curriculum vitae.

Publicidade



A verdade é sempre a melhor política, mas estudos indicam que a mentira é uma característica humana: mentimos, em média, 200 vezes por dia (50 delas por questões “diplomáticas”). Um jornalista alemão fez uma experiência, utilizando a si mesmo como cobaia: passou 40 dias sem mentir e quase perdeu amigos, amores e colegas.

Posso Mentir no Currículo?

mentir no currículo


Na verdade, mentir é um ato banal e pode ser uma boa política de relacionamento. A cliente que sai do provador e pergunta se a roupa caiu bem certamente será contemplada com um “ficou perfeita” por parte do vendedor. Um marido correto nunca diz para a mulher que ela precisa emagrecer, mesmo que isto seja uma verdade gritante.

Mas, se a mentira é comum, colocar uma inverdade em um documento (e o currículo é um documento) não é simplesmente é o meio mais rápido de excluir um candidato do processo seletivo. Aumentar as habilidades pessoais e profissionais, a escolaridade e informar proficiência em um idioma quando só tem nível básico ou intermediário são as mentiras mais comuns no momento de “turbinar” um currículos.

“Mentira tem perna curta”

Um ditado popular afirma que “a mentira tem perna curta”. Recrutadores e entrevistadores, no entanto, têm técnicas para identificar mentiras em um currículo. Especialistas em recursos humanos garantem que 40% dos currículos são exagerados – que, muitas vezes, sem necessidade e 20% apresentam informações falsas.

Nenhuma empresa contrata um empregado apenas com base nas informações contidas no currículo. Nas entrevistas, muitas delas conduzidas por psicólogos, o diálogo gira em torno das qualificações dos candidatos. Além disto, durante o processo seletivo, são checadas as referências pessoais e a trajetória profissional.

Em muitos casos, especialmente para os cargos mais simples, também são aplicados testes de aptidão. Para diversas profissões – vigilantes, motoristas, médicos e engenheiros, por exemplo – mentir no currículo pode ser considerado crime.

Os currículos dos candidatos a cargos mais elevados na hierarquia de uma empresa, no entanto, também são “maquiados”. Em 2012, o grupo norte-americano Yahoo comunicou o afastamento de seu diretor geral. o executivo Scott Thompson incluiu, na sua formação, graduação em Ciências da Computação, entre outras mentiras de menor porte.

Mentir sobre o domínio do inglês, apesar de ser muito comum, é um fato facílimo de ser detectado: apesar de cursos de idiomas serem livres (não são obrigados a cumprir determinada carga horária, nem de conteúdo mínimo), os candidatos serão submetidos a entrevistas e dinâmicas de grupo no idioma do Tio Sam.mentiras currículo

Conseguir a colocação profissional é a principal justificativa dos candidatos que mentem nos currículos. O problema é que, mesmo se conseguirem burlar o processo de recrutamento e seleção, terão sérias dificuldades para desenvolver suas atividades a contento. A demissão é uma possibilidade bastante forte.

Desvio de caráter?

Muitos candidatos não usam conscientemente a mentira no currículo para conquistar a vaga tão desejada. Alguns candidatos realmente acreditam que possuem a qualificação descrita no documento. Alguns chegam à beira da mitomania (tendência a narras experiências que nunca aconteceram).

Determinados candidatos chegam ao absurdo de exagerar as suas competências mesmo durante as entrevistas e outras etapas da seleção. Em alguns casos, narram experiências de outras pessoas como se tivessem sido protagonizadas por eles.

Para valorizar meu currículo, o que coloco?

Um currículo pode ser valorizado sem necessidade de recorrer a mentiras. Um candidato pode se destacar com a correção do texto, linguagem sofisticada sem ser pedante, detalhar atuações em momentos importantes vivenciados nos postos de trabalho anteriores, são fatores que podem impressionar os contratantes.

As mentiras mais graves no currículo podem inclusive colocar a vida da empresa em risco. Um consultor de TI com apenas noções básicas de informática vai prejudicar os negócios, além de causar situações constrangedoras entre clientes, fornecedores e concorrentes.

Os jovens mentem mais nos currículos. Sem experiência, eles parecem acreditar que devem compensar, com a informação de cursos curriculares e extracurriculares, por exemplo. Realmente, procurar a qualificação é muito importante – e pode ser obtida inclusive através da internet. Falsear informações, porém, não é um bom caminho para obter o emprego dos sonhos.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Um comentário em “Posso Mentir no Currículo? Veja as Maiores Mentiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *