Quanto Ganha um Fuzileiro Naval – Salário e Profissão

Fuzileiros navais são soldados militares integrantes do corpo da Marina. Quer saber o que faz, como se tornar e quanto ganha um Fuzileiro Naval? Então nesse artigo descubra o que é, o que faz e quanto ganha nessa profissão.

Publicidade



O QUE É E O QUE FAZ UM FUZILEIRO NAVAL?

Essencialmente, em sua base, o Fuzileiro Naval é um soldado militar que incorpora a Marinha do Brasil. Entretanto, não é um soldado raso ou um praça qualquer. Os Fuzileiros Navais são considerados militares de elite e, como tal, recebem um treinamento específico e intensivo para fazerem parte dessa seção e ocupar esse cargo de prestígio na Força Naval do Brasil.

Esses militares da infantaria geralmente são os especialistas na execução de operações de assalto anfíbio, na segurança e ordenação no interior dos navios de guerra, nas abordagens em alto mar e na defesa das instalações marítimas em solo.


Não é uma profissão fácil, mas é um trabalho cheio de desafios, aventuras e conhecimento, com boas garantias e muita estabilidade.

QUANTO GANHA UM FUZILEIRO NAVAL

ONDE TRABALHA UM FUZILEIRO NAVAL?

A Marinha está presente em todo o território brasileiro e, logo, também estão os fuzileiros. Apesar do nome poder levar ao erro, os Fuzileiros Navais não trabalham apenas em navios ou em alto mar. A missão da Marinha também se faz em terra e no ar.

+ Confira: Como Seguir Carreira na Marinha e Quais os Salários

Vale lembrar também que não só as águas salgadas são navegáveis, mas também as águas doces e o Brasil possui quase 8km de litoral e mais de 50000km de extensão de rede hidrográfica navegável.

Fuzileiros podem ficar aquartelados nas instâncias da Marinha e cumprem missão desembarcando por helicópteros ou veículos anfíbios.

Eles cobrem também climas e paisagens muito diversas, já que o Brasil é um país com grande diversidade de biomas naturais, e por isso podem ser destacados para missões em qualquer região: montanhas, combate em selvas, em bacias hidrografias, alto mar ou pantanal.

fuzileiro naval

COMO POSSO ME TORNAR UM FUZILEIRO NAVAL?

Para se tornar um fuzileiro naval é necessário possuir o Ensino Fundamental completo e podem ser exigidos alguns requisitos mínimos de estatura e condicionamento físico conforme edital. O interessado deve ser aprovado no concurso público para a carreira militar.

Como dito acima, os Fuzileiros Navais são inicialmente soldados militares como todos os outros. Depois de concursados e de passarem pela rigorosa triagem do processo seletivo, os candidatos à infantaria de Fuzileiros Navais realizam um treinamento intensivo que possui duração de 120 dias. Durante esses quatro meses, eles serão preparados para incorporarem a Marinha Brasileira.

Quando recebem a nomeação de soldados, os candidatos são distribuídos entre os quartéis de todo o território nacional para darem continuidade ao treinamento militar e desenvolverem suas aptidões.

Nesse período, as avaliações para progressão de carreira são constantes, tendo o soldado a possibilidade de subir de posto e aumentar o seu salário caso seja aprovado. Entretanto, aquele considerado inapto para ser promovido ao posto de cabo é desligado do corpo de fuzileiros irrevogavelmente e deixa de integrar a Marinha.

Portanto, a carreira inicia quando o Fuzileiro chega ao posto de Sargento e se torna um militar efetivo da corporação.

fuzileiro naval salário

QUANTO GANHA UM FUZILEIRO NAVAL?

A melhor parte em incorporar o quadro militar é, definitivamente, ser um funcionário público. Isso garantirá sua estabilidade de carreira, chances contínuas de progressão salarial e vertical e outros benefícios que nem toda profissão do setor privado tem.

O Fuzileiro Naval recebe uma bolsa durante o período de treinamento no valor de R$642,00. Ao ser nomeado soldado, o nível mais básico da profissão, o salário passará a ser R$1.587,00. Apesar de parecer um salário singelo, a remuneração pode chegar no patamar de R$25.000,00 para os cargos mais altos da corporação.

Considerando que a idade de adesão ao corpo militar é, geralmente, aos 18 anos e que o jovem candidato poderá ter uma rápida progressão e estar ganhando muito bem antes de completar 25 anos – o que é um privilégio nos dias de hoje.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *