Trabalhe em Casa com Design Gráfico

Com a internet, muita gente está ganhando dinheiro trabalhando em casa. E o design gráfico é uma das principais opções.

Quem tem habilidade com programas de computação gráfica e muita criatividade pode dedicar-se ao design gráfico, trabalhando praticamente apenas em casa, com exceção de algumas reuniões com clientes. É possível trabalhar com material de divulgação, criação de embalagens, websites e produção de catálogos, revistas, jornais e livros, prestando serviços para agências de propaganda, promoções e eventos, editoras e emissoras de TV.

Trabalhar com Design Gráfico

Quem pretende trabalhar com a criação de páginas para a internet precisa oferecer uma gama de opções para os clientes, das mais baratas às mais sofisticadas: podem-se conquistar grandes empresas e também outros empreendedores individuais, que precisam oferecer seus produtos e serviços.



Designer

Para trabalhar com o design gráfico, é preciso dominar diversos softwares, ter boa capacidade de relacionamento e muita disciplina e persistência para estabelecer horários e honrar compromissos. Muitos profissionais da área, no entanto, necessitam do “brainstorm”, a reunião entre criativos para o desenvolvimento das ideias.

Neste caso, o ideal é procurar um emprego ou estabelecer uma parceria com um colega, para garantir a originalidade das peças que serão produzidas. Se a parceria for feita, é preciso dimensionar o espaço de trabalho, isolando a área íntima da casa para garantir a privacidade dos demais moradores.

O design gráfico é uma profissão que apresenta períodos de muita produção e outros com serviço escasso. O empreendedor deve calcular o ganho médio mensal, para poupar o necessário para pagar as contas em meses de rendimento baixo. Dezembro, com as festas de fim de ano, e abril, quando se acumulam feriados como a Páscoa, Tiradentes e o Dia do Trabalho (em 1º de Maio) são os meses mais difíceis para os empreendedores.

Designer Gráfico

O que é necessário para ser designer gráfico?

Para tanto, só é necessário um computador conectado à internet, um scanner e uma boa impressora, caso seja necessário apresenta os layouts impressos para os clientes. Os softwares para o design gráfico – Adobe Photoshop (para tratamento de imagens), Adobe Illustrator (para trabalhar com imagens vetorizadas), Corel Draw (o coringa da direção de arte, que alia várias ferramentas gráficas), os programas específicos para a internet (Flash, Dreamweaver, etc.) e também os de diagramação, como Adobe InDesign e Quark Xpress.

+ Confira também:

Todos estes programas de computador ocupam bastante espaço no disco rígido (HD) e exigem muita memória RAM quando estão sendo utilizados. Além disto, precisam de um processador potente, pois, sem isto, tornam-se lentos. O ideal é adquirir uma máquina com processador Dual Core I5, 2 gigabytes de memória RAM e 1 terabyte de memória física. Muitos designers gráficos dão preferência aos computadores MacIntosh.

A conexão com a internet deve ser rápida: ao menos 10 megabits. Os arquivos do design gráfico, mesmo em baixa resolução, apenas para serem visualizados no monitor, quando enviados por e-mail são pesados e podem levar muito tempo para serem transmitidos, ocupando um tempo precioso de serviço.

Cadastrar-se em bancos virtuais de imagens é muito útil para a atuação: podem ser obtidas imagens vetorizadas e fotografias para ilustrar o material criado. Além disto, a visualização das fotos pode ajudar no surgimento das ideias.

Design Gráfico

Como conquistar clientes sendo designer

Quem pretende dedicar-se a esta profissão deve cadastrar-se em sites destinados a free-lancers (como o www.freela.com.br, www.escolafreelancer.com/job e www.prolancer.com.br, ambos gratuitos) e postar um portfólio online, para que os clientes possam ter uma amostra. Para os iniciantes, vale incluir exercícios feitos em cursos.

Quem já atuou na área pode oferecer seus serviços para antigos empregadores e eventuais colaboradores, como gráficas, por exemplo. Para aumentar as possibilidades de trabalho, o designer gráfico pode atuar também na produção, negociando a impressão de revistas e catálogos.

Um designer gráfico precisa estar sempre atualizado com as tendências que surgem na criação, para propor novas propostas aos clientes. O conhecimento básico da estrutura de funcionamento de sites é importante para explorar todas as possibilidades. Cursos rápidos de web design, criação e teoria das cores enriquecem o currículo e melhoram as técnicas.

Muitas empresas exigem a emissão de notas fiscais para trabalhar com autônomos. Regularizar a situação, tornando-se um empreendedor individual, pode abrir novas oportunidades de trabalho.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *