Microempreendedor – Informações sobre o Pequeno Empreendedor

Empreendedor é o termo usado para designar todo aquele que dá início a uma atividade econômica, seja o grande empresário, que inaugura uma fábrica como dez mil funcionários, seja um ambulante, que oferece seus produtos nas calçadas ou bancas.

Um empreendedor precisa possuir as seguintes características:

  • Iniciativa e autonomia: é preciso saber inovar, tomar decisões, ser criativo;
  • Autoconfiança: é preciso acreditar em si mesmo para arriscar-se, ousar, buscar ideias novas;
  • Saber aceitar riscos: apesar de muita previdência e cautela, é preciso detectar os momentos em que é preciso aceitar o risco para crescer e ampliar os negócios, sem medo do fracasso.

É preciso ainda ter visão de futuro, ser enérgico, decidido, motivado (e motivacional, se trabalha com uma equipe), idealista “com os pés no chão”, controlado, otimista e persistente. Noutras palavras, é preciso “ir à luta” sem medo de ser feliz.



microempreendedor

Microempreendedor

Quem trabalha em qualquer área regulamentada, sem registro em carteira, com renda anual bruta de até R$ 60.000, pode tornar-se um pequeno empreendedor sem burocracia, garantir a contratação de empregados com menor custo (11% sobre o valor do salário mínimo), os benefícios da previdência social (auxílio-doença, maternidade, seguro social e aposentadoria). É o caso, por exemplo, de contadores, consultores, advogados, confeiteiros, costureiros, banqueteiros, etc. Vendedores ambulantes também podem se cadastrar, mas apenas os autorizados pelo município.

As ocupações que podem ser cadastradas como microempreendedores individuais (MEI) estão catalogadas no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). Cada MEI pode inscrever-se em até 15 categorias.

Atualmente, as taxas mensais para ser um MEI são: R$ 31,00 para o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), R$ 5,00 para prestadores de serviço e R$ 1,00 para os que atuam no comércio ou indústria.

pequeno empreendedor

Inscrição no Portal do Empreendedor

Todos os profissionais que desejem regularizar sua situação devem acessar o site www.portaldoempreendedor.gov.br, clicar em “legalize-se já” e seguir as instruções. As informações também estão disponíveis no serviço telefônico do SEBRAE (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas): 0800 570 0800. Escritórios de serviços contábeis que tenham optado pelo Simples (regime tributário diferenciado) devem fazer a inscrição no site www.fenacon.org.br.

Antes de se inscrever, é preciso consultar a prefeitura, para saber se o exercício da profissão é legalizado no município. Caso contrário, o profissional perde seu alvará provisório. Sócios de empresas não podem cadastrar-se como empreendedores individuais.

As micro e pequenas empresas

O SEBRAE oferece diversos serviços para os microempreendedores e também para os proprietários de empresas de pequeno porte, com receita bruta anual de até R$ 2,133 milhões e até 49 funcionários (prestação de serviços) ou 99 funcionários (agronegócio, comércio e indústria).

São orientações para abrir o próprio negócio, gerir e ampliar a empresa (assessoria jurídica, estratégias de vendas, finanças, RH, marketing, etc.), fazer capital de giro, obter empréstimos e outros serviços bancários. São dicas importantes, uma vez que metade dos negócios abertos fecha as portas nos primeiros dois anos de atividade. Oferece também cursos de gestão presenciais e a distância.

Confira aqui os cursos online do SEBRAE

Consultores atuando em todas as unidades da federação visitam as empresas e pequenas dúvidas podem ser dirimidas no serviço telefônico. O serviço possui web TV e rádio e também pode ser seguido nas redes sociais da internet.

Na biblioteca online da instituição, há diversos livros, manuais, cartilhas, artigos, estudos e estatísticas sobre negócios: capacitação, qualificação e reciclagem dos funcionários, atendimento a clientes, controle de qualidade, elaboração de planos de vendas, expectativas do governo e do mercado, etc. A sustentabilidade também está presente nas ações do SEBRAE. O site é www.sebrae.com.br.

Vale a pena consultar o www.mundosebrae.com.br. Diariamente são postados textos sobre os mais diversos aspectos do empreendedorismo e do dia a dia das empresas.

Diversas universidades públicas e privadas mantêm serviços de consultoria para empreendedores individuais, micro e pequenas empresas iniciantes ou mesmo experientes. É o caso da Fundação Getúlio Vargas, que oferece palestras e cursos, inclusive online, e da Universidade de São Paulo, em seu campus leste, que seleciona projetos e oferece monitoria permanente para os empresários iniciantes, até a estabilização do negócio.

Outras instituições que oferecem assessoria e cursos para empreendedores: SENAC (Serviço Nacional do Comércio), SENAI (Serviço Nacional da Indústria) e SENAT (Serviço Nacional dos Transportes). São atividades específicas para estes segmentos econômicos.

Qual a diferença entre SENAC, SENAI e SEBRAE? Leia nosso artigo aqui!


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *