Os 10 Melhores e Piores Empregos no Brasil em 2016

Um grande site de empregos realizou uma pesquisa sobre quais seria, os dez melhores empregos e os dez piores existentes no Brasil em 2016. Para se basear nessa investigação, o site considerou as vagas que ali mesmo foram anunciadas durante o ano de 2015, analisando mais de duas mil profissões.

A cada uma dessas profissões foi atribuída um tipo de pontuação, a partir de critérios diferentes, em que se destacaram: seu potencial financeiro, o ambiente de trabalho em que acontece, o grau de competitividade entre os colegas e no próprio mercado de trabalho e a necessidade dessa profissão no mercado, ou seja, o grau de sua demanda.

melhores e piores profissões



Quais as 10 Melhores e Piores Profissões do Brasil?

Com esse levantamento, os seguintes empregos foram considerados os melhores em 2016:

Engenheiros; Profissionais de TI; Cirurgiões; Advogados; Veterinários; Profissionais administrativos; Atuários; Fisioterapeutas; Arquitetos e Dentistas.

Já entre os dez piores empregos no Brasil em 2016, estão as profissões de:

Motoristas de ônibus; Entregadores; Assistentes de cozinha; Jornalistas; Policiais; Vendedores; Empregadas domésticas; Garçons; Assistentes sociais e Seguranças.

piores profissões no Brasil

De acordo com os resultados alcançados pela pesquisa do site, é possível deduzir que, entre os melhores, a posição dos engenheiros continua evidente. Com uma grande demanda desse tipo de profissional no Brasil, os trabalhadores da engenharia são sempre requisitados, entretanto, questiona-se negativamente a respeito do impasse entre o tempo que se leva em sua formação acadêmica e no valor salarial a ser recebido enquanto profissionais atuantes no Brasil.

O que acontece de uma forma diferente com os médicos, por exemplo, que se dedicam muito, inclusive financeiramente em sua formação e em seus horários de estudo, mas que ainda representam a única profissão em os recém-formados já saem ganhando um bom salário e um considerável status social. Com relação aos juízes de direito, a profissão é laboriosa, todavia o salário compensa e a proteção dada pela lei a eles também.

Profissões como a dos músicos e dos atletas poderiam estar na lista dos melhores empregos no Brasil em 2016, uma vez que, ao passo que a primeira mescla diversão com ganhos financeiros, a segunda dispensa os estudos e, em caso de êxito, atrai muito dinheiro aos praticantes.

No grupo dos piores empregos de 2016 no Brasil, os policiais são aqueles que trabalham muito e em situações de extremo risco e que recebem bem mal para isso; não muito diferente dos professores – que deveriam estar na lista – que atuam em situação de grande estresse e com péssimos ganhos. Quanto aos garçons e às empregadas domésticas, o trabalho de ambos é árduo e os dois têm de suportar a inconveniência alheia diretamente, o que deixa suas profissões entre as piores de serem exercidas em 2013.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *