Design de Games – Faculdade, Cursos e Profissão

Criação e desenvolvimento de jogos eletrônicos são as funções de quem trabalha com design de games.

No início, eram apenas pontos e traços numa tela escura e os jogadores precisavam de muita imaginação para “enxergar” um jogo de tênis ou uma invasão de alienígenas no monitor. Nos últimos 30 anos, no entanto, a tecnologia aplicada aos videogames recebeu um grande impulso e eles estão presentes em todos os lugares. O design de games é o desenvolvimento de jogos para várias mídias: televisão, computador, tablet, celular, de acordo com as tendências verificadas junto ao público alvo, que é cada vez maior.

designer de games



Design de Games

O profissional formado em design de games trabalha com a programação, definição dos temas, roteirização dos jogos, criação dos personagens, máquinas e cenários, modelagem em duas ou três dimensões, e também pode aplicar suas técnicas trabalhando com publicidade, criando ilustrações e vinhetas para os mais diversos produtos e serviços.

O mercado de trabalho está se expandindo rapidamente, com a popularização de celulares de smartphones e o crescente aumento de tablets em todo o país. Em qualquer local, é possível distrair-se com jogos. Alguns se tornam verdadeiras “febres” por determinados períodos, até que outro game entre na moda. Alguns personagens se tornaram clássicos, como o “Super Mario”, criado em 1981 pela Nintendo.

design games

Características do Desiger de Games

O salário médio de um designer de games é de R$ 3.000, para profissionais com curso de bacharelado. Mas também existem cursos livres, técnicos e tecnológicos e muitas instituições de nível superior oferecem especializações, permitindo a ampliação das habilidades e competências e, consequentemente, melhores condições de trabalho.

A característica principal para quem pretende atuar na área é a criatividade: é preciso idealizar a história, os objetivos, as penalidades, os níveis de dificuldade e a aparência visual do jogo. Mas é uma profissão que requer muito das ciências exatas: matemática e computação são fundamentais para transformar uma boa ideia em um videogame.

+ Leia também:

design de games

Por outro lado, um jogo atinge pessoas de diferentes idades, costumes e cruza fronteiras com facilidade. Por isto, o designer de games deve pensar nas características socioculturais dos potenciais jogadores para desenvolver os softwares e obter sucesso.

Assim, o profissional também precisa ter uma formação humanística. Analistas de mercado afirmam que faltam designers de games justamente porque é difícil conciliar, numa só pessoa, a capacidade de criar – fundamental para o desenvolvimento do projeto –, facilidade no desenho e profundos conhecimentos das ciências de computação.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *