Revolução Francesa 1789 – Resumo, Causas e Questões

Revolução Francesa foi um movimento que marcou o início da era contemporânea na história europeia e mundial. Datado do ano de 1789, a revolução da França influenciou vários outros movimentos ao redor do mundo, como é o caso da Inconfidência Mineira no Brasil. Dividida em três estados demarcados – o clero, a nobreza e o povo – a população francesa teve envolvimento efetivo na revolução, engajados pelas ideias iluministas de liberdade, igualdade e fraternidade, houve a participação das classes sociais menos favorecidas da época que tinham de pagar altos tributos às classes da nobreza e do clero que, por sua vez, estavam isentos de pagamento de impostos, recebiam pensões do estado e podiam exercer livremente cargos públicos de notoriedade.

Revolução Francesa

Revolução Francesa

Além de indignados com o fato de ter de arcar com todas as despesas do primeiro e segundo estado, o povo se viu combatente do absolutismo da monarquia e mediante a grande crise por que passava a economia francesa, com aumento dos preços dos produtos, situação de miséria e fome tanto da população do campo como a da cidade.



Além da crise na agricultura, o mercado têxtil estava decadente devido à concorrência com a indústria de tecidos inglesa. Por conta disso, houve desemprego em massa, contribuindo para a má situação e revolta da população francesa. Mediante esse quadro, a classe burguesa – que era relacionada ao comércio – tornara-se cada vez mais atingida e mais ainda, quando o Rei Luís XVI aumentou a quantidade de impostos cobrados para o povo, em vez de cobrá-los aos demais estados.

Em favor de seus próprios benefícios, o clero e a nobreza exigiram a convocação de uma Assembleia no Palácio de Versalhes em que se obrigasse a cobrança de tributos ao povo. Iniciados os conflitos, era tempo de eleições, com sua maioria o povo pedia pelo voto individual, ameaçadas a classe da nobreza e do clero, pelo voto por ordem social.

+ Assista o documentário da Revolução Francesa do History Channel no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=xpiAQRqVZtQ

Com participação popular, o povo convocou sua própria Assembleia Nacional Constituinte, foi às ruas clamar por “liberdade, igualdade e fraternidade” e em quatorze de julho de 1789, os parisienses invadiram e tomaram a Bastilha, que representava todo o poder do rei, esse episódio ficou conhecido como “a queda da Bastilha”.

A Revolução Francesa rendeu a extinção do feudalismo e dos benefícios tributários de que gozavam o clero e a nobreza, houve redução do poder do clero, subjugando a igreja ao estado e a proclamação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e de uma nova Constituição elaborada pelos revoltosos, em que se destaca a criação dos três poderes executivo, legislativo e judiciário.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *