Profissões que Não Exigem Ensino Superior, com Bons Salários

Salários são determinados basicamente por escassez de mão de obra, aquecimento de determinado nicho de mercado, pela melhoria das condições econômicas do país ou de determinada região e, claro, pelo talento. Pessoas qualificadas são sempre reconhecidas pelo mercado e a remuneração está diretamente relacionada à capacitação, atualização e reciclagem profissionais.

Muitas pessoas não têm condições financeiras de cursar uma faculdade ou adiam esta realização por motivos pessoais, profissionais, educacionais e até vocacionais. Apesar de a oferta de vagas em cursos de nível superior ter aumentado bastante nos últimos anos, muitos estudantes do nível médio não conseguem decidir-se pela carreira a seguir.

Profissões que Não Exigem Ensino Superior



+ Leia também: Vale a Pena Fazer Faculdade? Veja as Vantagens e Benefícios

Profissões que não exigem Ensino Superior

Também não vale a pena matricular-se numa faculdade mal avaliada pelo mercado (e isto acontece inclusive em cursos que obtêm nota máxima no ENADE, que mensura a qualidade de ensino através de exames aplicados em universitários iniciantes e concluintes); as empresas recrutam preferencialmente entre os recém-formados por institutos de ensino superior de referência no país, e o número de vagas nas universidades públicas, bem conceituadas, também cresceu bastante.

Vocações e habilidades naturais

As chaves para ser bem remunerado são gostar do que faz e saber fazer. Os pais devem ficar atentos aos dons naturais que os filhos revelam e estimulá-los: algumas crianças gostam de esportes, outras de artes e algumas, mesmo de outras crianças: o programa “Supernanny”, famoso no mundo inteiro, começou na Inglaterra, apresentado pela babá dos príncipes britânicos, Joanne Frost. A estrela de TV conta que não pôde estudar porque teve que cuidar dos irmãos menores. Parece que ela aprendeu direitinho.

Não existem profissões mal pagas. Um faxineiro empreendedor pode criar uma empresa de serviços gerais, enquanto um médico medíocre e mal formado tem que se sujeitar a longos plantões em hospitais de periferia e péssimos salários por toda a carreira. Incentivar a vocação de uma criança pode ser o segredo para uma vida profissional feliz e de sucesso.

Profissões que Não Exigem Faculdade

Segmentos em crescimento, enxergue as oportunidades

É preciso também evitar preconceitos; um menino pode gostar de maquiagem e isto não significa necessariamente que ele é homossexual (mesmo porque, se tiver tendências, será gay de qualquer jeito) e as profissões relacionadas à estética estão entre as que mais crescem. O Brasil já é o segundo maior consumidor mundial de cosméticos e o terceiro em cirurgias plásticas.

Recentemente, o Jornal Hoje, da Rede Globo, apresentou o exemplo de uma esteticista que se especializou em design de sobrancelhas. Ela chega a cobrar R$ 500 por um tratamento. Ao contrário da crença popular que prega ser necessário ser generalista para se dar bem na profissão, este é um exemplo de uma atividade muito específica que atingiu o sucesso.

Certamente a profissional deve ser muito talentosa, mas afirma que continua fazendo cursos para aprimorar-se. Ela relata que, desde pequena, fazia maquiagens em bonecas e nas colegas.

Profissões

Cursos Livres são uma ótima opção

Em todo o país, é possível encontrar cursos livres de curta duração (na maioria, de dois a seis meses) nas mais diversas modalidades: eletrônica, informática, reforma e construção, corte e costura, confeitaria, beleza, etc. Basta escolher um destes e depois lançar-se no mercado de trabalho.

Confira a lista de Cursos Livres com Certificado, aqui!

Optar por ser padeiro e pedreiro não significa que a profissão esteja definitivamente escolhida: pode ser uma forma de financiar os estudos ou manter-se por determinado período. A escolha da carreira universitária pode inclusive estar relacionada a esta atividade: um técnico em informática pode cursar Tecnologia da Informação, um cozinheiro pode fazer Gastronomia, um costureiro, Moda. E todos eles podem obter sucesso e destaque.

Cursos Técnicos

Foi-se a época em que cursos técnicos limitavam-se a poucas opções. Atualmente, o catálogo de cursos técnicos do Ministério da Educação relaciona 128 alternativas, divididas em 13 eixos tecnológicos (como Negócios e Turismo, por exemplo). O site do catálogo (http://pronatec.mec.gov.br/cnct/) apresenta algumas características dos cursos e do cotidiano profissional.

Algumas áreas estão em alta, como Petróleo e Gás, em função do aumento da exploração e refino no Brasil, e Turismo, por causa dos eventos esportivos que serão realizados nos próximos anos no país: Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas.

Leia: Cursos Online a Distância com Certificado

No entanto, a escolha da carreira não deve se basear nas possibilidades de ganhos financeiros: o primeiro critério deve ser a afinidade com a área e as habilidades necessárias para bem desenvolvê-la. Por exemplo, um estudante que gosta de matemática pode escolher Contabilidade, mas é preciso ter outras capacidades, como facilidade no relacionamento interpessoal, para estabelecer bons contatos com clientes.

Os cursos técnicos têm duração de três o quatro anos no Brasil e, por isto, a opção deve ser muito bem estudada. As escolas de educação fundamental deveriam oferecer programas de informação profissional, testes vocacionais e incentivar os alunos do 8º e 9º anos a visitarem feiras de profissões, como as realizadas pelo CIE-E – Centro de Integração Empresa-Escola. Enquanto isto não acontece, cabe aos pais preencher esta lacuna.

Luís de Camões, o maior poeta da língua portuguesa, escreveu: “Se para tanto não me faltar engenho e arte”. Ele estava se referindo ao amor, mas engenho e arte são os ingredientes fundamentais para o êxito em qualquer área.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

12 comentários em “Profissões que Não Exigem Ensino Superior, com Bons Salários

  1. Boa tarde,sou costureira e estou fazendo curso de informatica,gostaria de abrir um negócio proprio e gostaria muito que vocês me dessem uma orientação

  2. Gostaria de saber como esta o mercado na minha região (Florianópolis) para atuar como Coaching pessoal.
    E qual a forma de iniciar este trabalho, referente a divulgação e obtenção dos primeiros Clientes.

    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *