Mercado de Trabalho para Nutrição: Os Salários são Bons?

Aumenta a cada dia o número de pessoas preocupadas com a saúde e bem-estar. Profissionais de nutrição agradecem.

O curso de Nutrição tem como principal objetivo formar profissionais com vistas a promover a saúde e a reeducação alimentar. Como existe um número cada vez maior de pessoas preocupadas com o bem-estar, o mercado de trabalho para nutricionistas só tende a aumentar. O curso de Nutrição apresenta uma visão humanista, ética e generalista para promover a qualidade de vida e garantir sempre e cada vez mais a saúde.

Trata-se de um curso da área de ciências biomédicas, que apresenta, em sua grade curricular, matérias relacionadas à anatomia, fisiologia, farmacologia, metabolismo, microbiologia, química e bioquímica. As avaliações nutricionais – aulas práticas – são uma atividade comum em Nutrição, cursado normalmente em quatro anos.



nutricionistas

Faculdade de Nutrição

De acordo com o ENADE – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes, realizado pelo governo federal –, os melhores cursos de Nutrição são os ministrados pela Universidade de Brasília, Universidade Federal de Viçosa (MG), Universidade Paulista, Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal do Piauí e Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

+ Confira: Faculdade de Nutrição

Vale lembrar que as universidades públicas paulistas – USP, UNESP e UNICAMP – ainda não participam do ENADE e possuem exames seletivos próprios. O ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio – está sendo avaliado para ser utilizado nos próximos vestibulares.

mercado de trabalho para nutrição

Mercado de Trabalho para Nutricionistas

Trabalhando em hospitais, clínicas, ambulatórios, setores de alimentação coletiva, indústrias de alimentos, academias e laboratórios de análise alimentar, o profissional de Nutrição tem o mercado de trabalho cada vez mais ampliado. Restaurantes, spas, padarias, lanchonetes e asilos requerem o nutricionista cada vez com mais ênfase.

Obesos, diabéticos, portadores de doenças renais e hepáticos, hipertensos e qualquer outro grupo que requeira acompanhamento alimentar específico necessitam do acompanhamento de um nutricionista. É ele quem seleciona os fornecedores e as matérias-primas, além de supervisionar a produção das refeições servidas.

Outro nicho de mercado que se mostra promissor é a nutrição esportiva e funcional. Vale lembrar que o nutricionista não precisa saber cozinhar: ele é o responsável por planejar e indicar maneiras adequadas de processar os alimentos; ele se responsabiliza pelos aspectos higiênicos, nutricionais e sanitários e, no caso de hospitais, pela boa nutrição, inclusive na alimentação parenteral.

É importante salientar que os nutrientes absorvidos na alimentação determinam a saúde. Quem tem uma nutrição balanceada tem a saúde melhor, simples assim.

Quem tem bastante determinação não passa apuros na hora de ingressar no mercado de trabalho. Com aulas práticas e estágios, é difícil que um estudante de Nutrição não consiga empregos. O salário inicial é de R$ 1.800, de acordo com a Federação Nacional dos Nutricionistas e pode chegar até a R$6.200 em uma empresa de grande porte no auge da carreira.

Porém nada impede do nutricionista também seguir uma carreira autônoma ou empreendedora e assim alcançar ganhos mensais superiores a R$20.000.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *