Engenheiro de Produção – Profissão, Salário e Faculdade

Aumentar a produtividade da empresa: esta é a função do engenheiro de produção.

A carreira do engenheiro de produção alia diversas características científicas e tecnológicas e também de humanas, especialmente administração e economia. A atividade reúne a gestão de recursos humanos, financeiros e materiais, sempre visando à redução de custos e à agilização de forma eficiente da produção e distribuição dos bens e serviços.

O engenheiro de produção está sempre em buscas de novos métodos que racionalizem o trabalho e aperfeiçoem as técnicas de produção. Por isto, é um profissional em praticamente todos os setores da indústria. O trabalho continua com a implantação e avaliação de novas formas de gestão financeira, logística e comercial.



Alguns profissionais se especializam em determinadas áreas – há cursos específicos para a Engenharia de Produção Mecânica e Civil. A demanda por maior eficiência na recepção, estocagem e distribuição de matéria-prima para as linhas de produção, de um lado, e por qualidade na embalagem, armazenamento e distribuição dos bens manufaturados, de outro, coloca o engenheiro de produção sempre em contatos com técnicos e tecnólogos em Logística.

engenheiro de produção

Curso de Engenharia de Produção

Os cursos de Engenharia da Produção são bacharelados, com duração de dez semestres. É preciso boa base das ciências exatas – matemática, química e física – para o bom aproveitamento das aulas. No entanto, o enfoque, nas disciplinas científicas e tecnológicas, é fundamentalmente prático, voltado para a realidade industrial.

Tudo sobre a faculdade, confira: Engenharia de Produção: O que Faz, Onde Trabalha, Quanto Ganha

O objetivo primordial do curso é formar profissionais que tenham a visão global da produção – não apenas os processos industriais envolvidos, mas também a gestão e motivação do pessoal envolvido, a formação de preços, procedimentos para que os bens cheguem ao consumidor, além de técnicas para entender o mercado e a concorrência.

Com esta visão global, dificilmente um engenheiro de produção se preocupa com os detalhes para a resolução de problemas: entra em cena o trabalho em equipe, em que técnicos, tecnólogos e outros bacharéis se ocupam das questões específicas.

Mercado de Trabalho para Engenheiro de Produção

O perfil multidisciplinar do engenheiro de produção permite que ele atue em diversos setores, inclusive em empresas pequenas e médias. Pode atuar as áreas de operações, planejamento, financeira, logística e também no marketing. Empresas de diversos segmentos produtivos sempre necessitam de bons profissionais, mas elas não são as únicas.

O engenheiro de produção também está presente nas empresas de transporte – fazendo a ponte estre os produtores e distribuidores e revendedores –, na construção civil (para aperfeiçoar a relação custo-benefício, racionalizando o emprego de matéria-prima e qualificando a mão de obra), em cursos e assessorias.

De acordo com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo, o salário médio dos engenheiros de produção é de R$ 4.000 mensais, por seis horas diárias de trabalho. A crescente industrialização da região Nordeste e o aumento da produção agropecuária da região Centro-Oeste têm aberto muitas vagas para estes profissionais.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *