Engenharia de Produção: O que Faz, Onde Trabalha, Quanto Ganha

É uma das modalidades mais recentes. Saiba como é o trabalho da Engenharia de Produção.

Planejar, implantar, operacionalizar, aprimorar e conservar os sistemas produtivos de bens e serviços. Profissionais da Engenharia de Produção administram mão de obra, materiais, tecnologias, informação e energia, para garantir os melhores resultados, tanto para a empresa, quanto para a sociedade e o meio ambiente. O engenheiro de Produção utiliza conhecimentos de matemática, física, ciências humanas, instrumentos de análise e projetos de engenharia.

A Engenharia de Produção, portanto, é o ramo que administra recursos humanos, financeiros e materiais para aumentar a produtividade e a qualidade. Estes técnicos estão presentes em quase todas as indústrias de médio e grande porte, aliando conceitos de engenharia, administração e economia com objetivo de racionalizar as práticas de produção, ao mesmo tempo em que orienta as atividades financeiras, logísticas e comerciais da organização.



engenheiros de produção

O engenheiro de Produção utiliza modelos matemáticos e estatísticos para criar sistemas de produção, analisa tecnologias, incorpora técnicas de qualidade ao processo produtivo, acompanha os avanços tecnológicos e estabelece estratégias para melhorar os serviços e superar a concorrência.

As principais áreas de atuação de um engenheiro de Produção são o controle de qualidade, desenvolvimento organizacional, engenharia do trabalho, produção de materiais, química, mecânica, elétrica e civil. O trabalho é realizado sempre em equipe, o que determina qualidades como capacidade de liderança e de inter-relacionamento.

Curso de Engenharia de Produção

No Brasil, há pouco menos de 400 instituições de nível superior que oferecem o curso de Engenharia de Produção. Os cursos mais bem avaliados são os do Centro Federal de Educação Tecnológica de Pelotas (RS), Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal de Juiz de Fora, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (SP), Pontifícia Universidade Católica (PR), Pontifícia Universidade Católica (RJ), Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de São Carlos (SP) e Universidade de São Paulo.

O curso dá ênfase a disciplinas como cálculo diferencial e integral, física, programação de computadores, geometria analítica, álgebra, engenharia de processos, gestão de projetos, fenômenos de transporte, química e ciência dos materiais, automação industrial, tecnologia da informação, segurança do trabalho, teoria da organização, planejamento e controle da produção (PCP), logística, além de antropologia, sociologia, economia, marketing e sustentabilidade socioambiental.

Ao todo, as faculdades de Engenharia de Produção oferecem 50 mil vagas a cada ano, e formam-se sete mil novos profissionais. O curso dura dez semestres e, para a obtenção do diploma, é obrigatório o estágio supervisionado em indústrias, consultorias ou instituições financeiras.engenharia de produção

Mercado de Trabalho para Engenheiros de Produção

O engenheiro de Produção entende todas as etapas do processo produtivo e, por isto, pode encontrar emprego não apenas na indústria, mas também em empresas prestadoras de serviços, comércio varejista, consultoria em finanças, telecomunicações e saúde. A maior parte das vagas está nas regiões Sul e Sudeste, mas a abertura de indústrias no Nordeste vem captando profissionais, especialmente para o Ceará e Pernambuco.

A remuneração inicial é de seis salários mínimos nacionais, para a jornada de seis horas diárias. Engenheiros de produção iniciantes geralmente se dedicam a tarefas específicas, como qualidade, processos de fabricação ou PCP. Com dez anos de carreira, em nível de diretoria, o salário pode ultrapassar os R$ 30mil.

+ Confira também outras engenharias:


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *