Dicas para o Desenvolvimento Profissional

Obter destaque é o objetivo de todos, mas é preciso esforço. Veja algumas dicas para o desenvolvimento profissional.

Ninguém é bem sucedido sem persistência, foco e qualificação. Não importa qual seja a área de atuação: David Pontes começou sua carreira como camelô, vendendo balas no Rio de Janeiro (com um capital de apenas R$ 12). Teve boas ideias de atendimento e marketing – criou até estratégias de fidelização dos clientes. Alguns anos depois, foi convidado para fazer uma palestra em São Paulo. Hoje, é mundialmente conhecido. O desenvolvimento profissional está ao alcance de todos, mas é preciso seguir alguns conselhos e dicas.

Desenvolvimento Profissional

desenvolvimento profissional



Até algumas décadas atrás, o desenvolvimento profissional era relativamente simples. Uma vez escolhida a carreira e obtido o emprego, capacitação adequada, assiduidade, dedicação, boa capacidade de inter-relacionamento, e o futuro estava praticamente decidido, com promoções consecutivas que levavam ao destaque na empresa – e , em alguns casos, no grupo social.

+ Entenda: Primeiros Dias de Trabalho – Dicas para o Novo Emprego

Na era da informática, no entanto, o leque das habilidades necessárias se abriu. É preciso conhecer diversos softwares, relacionar-se em plataformas e redes sociais digitais para organizar a networking (a rede de contatos), atualizar-se constantemente. Por outro lado, o volume de informações aumentou tremendamente: crianças de dois anos já sabem acessar desenhos e canções. Como nós, elas ficam em dúvida sobre o que escolher.

profissionalismo

Como se Desenvolver Profissionalmente

Com tantas informações – que acabam se tornando difusas, sem objetivo – e isto prejudica bastante a capacidade de escolha. Para o desenvolvimento profissional adequado, é preciso ter foco: identificar um objetivo e persegui-lo sem distrações. Isto parece um pouco amplo, e realmente é.

Por isto, é importante organizar as grandes metas – tornar-se um grande empresário, um pesquisador ou comerciante de sucesso, formar uma família, conquistar a casa própria, etc. – em pequenos objetivos, semelhantes aos degraus de uma escada.

Quando o objetivo é o desenvolvimento profissional, por exemplo, é preciso identificar os requisitos da carreira escolhida. Um professor universitário, por exemplo, precisa começar obtendo a graduação (bacharelado e licenciatura). Portanto, o primeiro passo é entrar na faculdade, envolver-se na vida acadêmica (graduar-se não é suficiente; é preciso participar das atividades extracurriculares, procurar cursos paralelos, relacionar-se com o corpo docente) e garantir uma vaga na pós-graduação.

+ Confira: Cursos Técnicos Profissionalizantes Garantem Bons Salários

Quem pretenda ter futuramente uma grande rede de magazines, mas não tem recursos iniciais, pode começar com uma barraca, uma “portinha”, um quiosque. Como é evidente, “no pain, no gain”, como dizem os ingleses: sem dor, sem ganhos. É preciso dedicar-se e sacrificar momentos de lazer. Da mesma forma, aprender a negociar com fornecedores, descobrir a forma maneira de atender os clientes, organizar o fluxo de caixa, são ferramentas fundamentais para o sucesso.

crescer profissionalmente

Cursos para se Atualizar e Especializar

Os cursos regulares – fundamental, médio e superior – garantem uma boa formação, mas não são certeza de sucesso. Cada carreira tem suas próprias especificidades e é preciso aprender tudo sobre elas. Quem não tem acesso à escolarização formal pode dedicar-se a cursos online (mesmo sem um computador em casa, é possível estudar em telecentros; existem cursos virtuais gratuitos, além de muitos outros a preços acessíveis).

Participar de palestras, simpósios e painéis sobre a área escolhida ajuda bastante o desenvolvimento profissional. Bibliotecas e centros culturais públicos realizam regularmente ciclos de encontros sobre áreas amplas, como negócios, saúde, tecnologia, etc.

+ Confira: Cursos Online com Certificado

Muitas vezes, no entanto, entramos em um beco sem saída: é o empreendedor que faz compras em excesso e não tem como escoar o estoque (acontece com frequência em períodos sazonais, como Carnaval e Páscoa) ou o estudante teórico que acumula conhecimento sem aplicação prática.

O diletantismo – práticas amadoras, como passatempo ou para satisfação intelectual – é importante para a formação integral do indivíduo, mas não deve ser confundido com o desenvolvimento profissional, apesar de sempre enriquecê-lo. Aprender, dedicar-se e estar sempre atualizado: estas são as chaves do sucesso.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *