Curso de Gastronomia: Como é a Faculdade de Gastronomia?

Antes limitada a experiências solitárias na cozinha, a gastronomia está entre as faculdades mais disputadas do país.

Gastronomia, enquanto profissão, não se resume apenas ao desenvolvimento de técnicas para o preparo de alimentos e bebidas, mas também na capacitação para gestão de restaurantes, empresas de catering e bufês (o que envolve desde o planejamento de compras até a estocagem e refrigeração), elaboração de cardápios temáticos e com restrições (para hospitais, por exemplo, em conjunto com nutricionistas).

Quem conclui uma faculdade de gastronomia está apto a seguir diversas profissões, além de chef de cozinha (preparação de cardápios e elaboração de pratos em restaurantes, hotéis, etc.). Pode tornar-se um chef pâtissier (especialista em panificação e confeitaria), personal chef (dedicado à elaboração de cardápios personalizados para residências), administrador, consultor (para a abertura e acompanhamento de novos empreendimentos), desenvolvedor de novos produtos junto à indústria (por exemplo, para enfrentar a concorrência ou atender a novas exigências da vigilância sanitária), além de dedicar-se a pesquisas, aulas e à segurança alimentar, realizando vistorias em cozinhas comerciais e industriais.



faculdade de gastronomia

Os Tipos de Faculdade de Gastronomia

Em relação aos cursos de nível superior, oferecidos em instituições de ensino públicas e privadas, existem basicamente dois tipos de faculdades de gastronomia: bacharelado e graduação tecnológica. Os bacharelados, relativamente raros no Brasil, envolvem toda a questão logística e de hospitalidade; os alunos aprendem o planejamento estratégico, com todas as questões pertinentes à logística e à boa administração dos estabelecimentos. Estes cursos de gastronomia abrangem também questões teóricas (como história, bioquímica e segurança de alimentos, regras de higiene e conservação).

A ênfase das graduações tecnológicas, com duração de quatro a seis semestres e oferecidos por diversas faculdades (especialmente particulares), é o dia a dia na cozinha: preparo de alimentos, cardápios internacionais, preparo de drinques, panificação, confeitaria, arte com frutas, açúcar e doces, etc.

chef de gastronomiaEm comum, os dois tipos de cursos oferecidos abrangem questões como hospitalidade, gestão de recursos humanos, segurança alimentar e outras questões afetas a produção de alimentos. Não é uma divisão exata, mas pode-se dizer que o bacharel se ocupa do salão, enquanto o “palco” do tecnólogo é a cozinha. São profissões que se complementam e, em muitos casos, as duas atividades são exercidas pela mesma pessoa – um dono de restaurante, por exemplo.

As opções de pós-graduação têm o foco nas especializações: gestão de negócios, cozinha brasileira e internacional (especialmente árabe, italiana, japonesa), etc. Uma exceção, para quem quer se dedicar à carreira acadêmica, é o curso de história e cultura da gastronomia, que, além de proporcionar um panorama da evolução da cozinha, fornece bons subsídios para o desenvolvimento da carreira.

Entidades como o SENAC (serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) oferecem dezenas de programas de extensão universitária para os concluintes da faculdade de gastronomia. Para verificar a disponibilidade dos cursos, é só acessar o site do SENAC da unidade da federação de interesse.

trabalhar com gastronomia


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Um comentário em “Curso de Gastronomia: Como é a Faculdade de Gastronomia?

  1. Preciso fazer a matricula para Gastronomia,onde faço minha inscrição? Ou se já acabou as inscrições para gastronomia, qual posso me inscrever e quanto custa? Obrigada, att.: Marli Takabatake.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *