Curso de Comissário de Bordo – Salário e Informações

Cursos Gratuitos // Cursos, Profissões e Carreiras // Curso de Comissário de Bordo – Salário e Informações

O curso de formação de comissários de bordo destina-se à preparação de profissionais responsáveis pela segurança dos aviões e, claro, pelo bem-estar e conforto dos passageiros. Por isto, os candidatos devem ser gentis e pacientes, ter muito tato e tolerância. A disponibilidade de horários também é importante: na profissão, não existem feriados nem finais de semanas e, com o progresso na carreira, os voos internacionais demandam muitas horas de trabalho.

comissário de bordo

Curso de Comissário de Bordo

Para inscrever-se, é preciso ter 18 anos completos, ensino médio concluído, altura mínima de 1,58m (para mulheres) e 1,65m (homens), peso compatível e boa apresentação pessoal. O domínio de idiomas não é pré-requisito para o curso de formação de comissários de bordo, mas a maioria das companhias aéreas exige inglês, espanhol e outras línguas nos processos seletivos. As matrículas só são aceitas depois da realização de exames médicos específicos.

Publicidade

A duração do curso de comissário de bordo varia entre quatro e oito meses. Nos cursos mais rápidos, as aulas são diárias, com duração de três horas (a carga horária completa é de 140 horas). Quem não tem esta disponibilidade pode matricular-se num curso aos sábados, com aulas em dois períodos. O preço médio é de R$ 1.800, dividido em parcelas mensais.

O que se aprende no curso de comissário?

No curso de formação para comissários de bordo, os alunos aprendem primeiros socorros (o que inclui a chamada psicologia aeronáutica, para lidar com pacientes amedrontados, alcoolizados e mesmo em surto psicótico), conhecimentos gerais da aviação, como meteorologia, navegação aérea e disposição das aeronaves.

A regulamentação da profissão de aeronauta também faz parte da grade curricular. Sistemas da aviação civil, segurança de voo, leis trabalhistas e o Código Brasileiro de Aeronáutica são abordados nas aulas teóricas.

O curso de comissário dá ênfase a questões práticas. Os alunos realizam visitas técnicas a aeroportos, aeroclubes, torres de controle de voo e empresas de catering (fornecimento de refeições). Além disto, todos precisam submeter-se a treinamentos de emergência e sobrevivência, inclusive na selva e no mar. A prevenção e combate a incêndios também faz parte das atividades.

Exame da ANAC e Salário de Comissário

Após a conclusão do curso de comissária de bordo, os alunos prestam o exame da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil – e os aprovados recebem o CCT – Certificado de Conhecimentos Técnicos –, com o qual podem candidatar-se a vagas em qualquer companhia aérea. Os salários iniciais são de R$ 2.800 mensais. Nas rotas internacionais, atingem R$ 4.000.

Curso de Comissário de Bordo

Como se Tornar um Comissário de Bordo?

Com um curso de comissário de bordo, o aluno pode se candidatar a ser a interface entre o passageiro e a empresa aérea.

A profissão oferece boas condições de trabalho e salário. Um comissário de bordo precisa ser simpático, educado, paciente e sociável: ele é o principal responsável pela satisfação dos passageiros e pela decisão de voltar a voar pela empresa aérea. Tudo começa com o curso preparatório, seguido do curso de formação de tripulantes.

Para fazer o curso de comissário de bordo, é preciso ter o ensino médio completo, idade entre 18 e 29 anos, altura mínima de 1,58 m e máxima de 1,80 m (para as mulheres) e 1,65 m e 1,86 m (para os homens), boa apresentação pessoal, pele e dentes saudáveis e peso compatível com a altura.

O que se aprende no curso?

A maioria dos cursos de comissário de bordo tem duração de cinco meses, com quatro horas de aulas, de segunda a sexta-feira. Também são oferecidos cursos intensivos, de três meses e meio. Algumas escolas formam turmas especiais aos sábados, em período integral. Nestes casos, os cursos podem se estender por até oito meses.

O preço fica entre R$ 1.500 (online) e R$ 2.800 (intensivo). Mesmo nos cursos de comissário de bordo online, é preciso ter disponibilidade de horários, já que muitas atividades são realizadas em grupo e a assiduidade é um dos critérios de aprovação.

comissárias de bordo

No curso de comissário de bordo, os alunos estudam procedimentos de emergência, sobrevivência, prevenção e combate a incêndios, regulamentos da profissão e da aeronáutica, maquiagem (para as mulheres), postura e etiqueta, serviço de bordo, psicologia, direito trabalhista e previdenciário, temas médicos, conhecimentos gerais sobre aeronaves, navegação aérea e meteorologia.

As aulas são teóricas e práticas, inclusive com simulações de quedas de aviões na selva e no oceano. Em algumas simulações em campo, os alunos só podem levar água, sal e açúcar; permanecem em jejum por várias horas, ou então a alimentação precisa ser obtida no local das práticas. Os instrutores anotam pequenas “faltas” dos alunos, como desatenção pequenos cochilos, comida escondida, etc. Tudo isto pesa na nota final.

Após a matrícula, todos os alunos são encaminhados a um hospital credenciado para ser submetido ao exame médico de segunda classe, obrigatório também para pilotos de balões, pilotos privados, mecânicos de voo e operadores de equipamentos especiais. A permanência no curso de comissário de bordo depende da aprovação nesta avaliação, com a consequente expedição do certificado de capacidade física (CCF).

Para ser aprovado, é preciso ter aproveitamento mínimo de 70% nas avaliações. Antes de se matricular, é importante verificar se a escola é homologada pela ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil. Encerrado o curso, os candidatos a comissários de bordo precisam se submeter ao exame da agência; uma vez aprovados, podem ingressar em uma companhia aérea (cada empresa tem os seus próprios critérios de admissão).

Depois da admissão, o novo comissário de bordo deve ser submetido a treinamento teórico e prático na empresa em um avião em solo ou em um simulador. Este treinamento não pode ter menos de 27 horas de aula, seguido de um estágio de no mínimo 15 horas.

Concluído este processo, a empresa contratante precisa solicitar à ANAC a expedição da licença e do certificado de habilitação técnica (CTH) do comissário de bordo, que, com estes documentos, está finalmente habilitado a exercer a profissão.



Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Participe você também, Faça um Comentário!

Copyright © CURSOS GRATUITOS – CURSOS ONLINE GRATIS. Todos os direitos reservados .
Desenvolvido por Curso Gratis Online...