Como Elaborar um Currículo para a Área de Vendas

O currículo é o primeiro contato entre o candidato e a empresa contratante e, como diz o ditado, “a primeira impressão é a que fica”. Departamentos de RH recebem dúzias de currículos a cada vez que divulgam uma vaga e, especialmente para a área de vendas, é preciso demonstrar rápida e sucintamente as qualidades comerciais: carteira de clientes, dados concretos sobre o pré e pós-vendas, experiência no atendimento e em eventos de divulgação de produtos e serviços.

área de vendas

Como fazer um currículo para trabalhar na área de vendas

Representantes comerciais e supervisores de vendas devem apresentar números: clientes conquistados, técnicas de fidelização, facilidade de inter-relacionamento, capacidade para liderar equipes. Portanto, o currículo deve apresentar tudo isto: “experiência na supervisão de equipes (inclusive na seleção e qualificação), planejamento, prospecção, avaliação dos indicadores do mercado consumidor e de suas necessidades, desenvolvimento de técnicas de atendimento, vivência na organização de ações promocionais, ampliação da carteira de clientes”, são dados importantes e devem ser apresentados no alto do currículo, logo após a apresentação pessoal (“João da Silva, casado, 40 anos”), seguida dos dados para contato (endereço, telefones e e-mail).



Após cada tópico, devem ser apresentados os fatos: “capacitação de 15 vendedores no último ano”; “aumento de 20% das vendas em relação ao período anterior”; “ampliação da carteira de clientes em 15%”. Este é o núcleo do currículo, que vai determinar ou não o interesse do recrutador.

Em seguida, ao contrário dos currículos tradicionais, são informados a formação acadêmica, eventual domínio de idiomas e cursos extracurriculares, sempre relacionados à área de vendas, ou que possam agregar valor à atuação profissional. Importante: diversas empresas valorizam o desenvolvimento de ações de voluntariado, já que elas indicam que o profissional tem disponibilidade para se dedicar a várias tarefas ao mesmo tempo.

Por fim, é fundamental informar a carreira profissional, com um breve relato sobre as atividades desenvolvidas nas empresas anteriores. Experiências não relacionadas à área de vendas podem ser omitidas, podendo ser apresentadas durante a entrevista.

Antes de encaminhar o currículo, é importante conhecer a empresa – ou ao menos o ramo de atuação, caso o classificado não informe o nome da contratante. Com estes dados, é possível personalizar minimamente o documento. Por exemplo, caso se trate de uma empresa com várias filiais espalhadas pelo país, informar que tem disponibilidade para viagens, ou para fixar residência em outra cidade pode contar pontos preciosos no processo de seleção.

As informações contidas no currículo devem ser totalmente verdadeiras, uma vez que são facilmente verificáveis pelos selecionadores: basta contatar o último empregador, alguns clientes, ou mesmo realizar uma rápida pesquisa na internet. Caso tenha tido problemas na última empresa, é preciso deixar esta informação para outros momentos do processo seletivo e nunca se deve falar mal de antigos chefes e subordinados.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *