Como ser Corretor de Seguros – Informações sobre o Curso

A Superintendência de Seguros Privados – SUSEP – determina que apenas os aprovados no Exame Nacional de Habilitação Técnico-Profissional, promovido pela Fundação Escola Nacional de Seguros (FUNENSEG) ou por outra entidade credenciada, podem trabalhar como corretores de seguros.

A Escola Nacional de Seguros habilita corretores em três níveis: na primeira fase, habilita corretores de capitalização, na fase II, permite que o corretor opere também com seguros de vida e previdência privada e, na terceira fase, o aluno aprovado é autorizado a trabalhar com todos os tipos de seguros. A escola oferece descontos de 50% para aposentados e pessoas acima dos 50 anos.

Abordaremos nesse artigo as seguintes temáticas:



  • Como se tornar corretor de seguros;
  • Profissão de corretor de seguros é regulamentada?;
  • Informações sobre a Escola Nacional de Seguros;
  • Os cursos pagos e gratuitos para essa área;
  • E o mercado de trabalho para quem deseja ingressar no ramo.

Corretor de Seguros

Curso de Corretor de Seguros

Para inscrever-se no curso, é preciso ter o ensino médio completo (antigo 2º grau), ser brasileiro nato ou estrangeiro com residência permanente no país e completar 21 anos de idade até 30 dias depois da realização do primeiro exame. São seis módulos de estudo, dois para cada fase. Os alunos são aprovados apenas quando tenham atingido 75% de frequência e média 5 em cada disciplina ministrada.

Na primeira fase, são abordados os seguintes temas: direito do seguro, legislação sobre o assunto, teoria geral do seguro e ética concorrencial. Na segunda, precificação dos seguros, previdência complementar, mercado empresarial, gestão empresarial, saúde suplementar, seguros de pessoas, estratégias de comercialização e prevenção contra fraudes. Por fim, na terceira fase, o aluno aprende sobre contabilidade, seguros rurais, responsabilidade civil, riscos de engenharia, transportes, lucros cessantes, automóveis e demais veículos (inclusive náuticos e aeronáuticos).

Além destes cursos, que têm duração de um semestre, são oferecidos cursos rápidos em formato de workshops e palestras. Existe a opção do curso de comissário de avarias, o perito que atua em casos de sinistros, identificando danos em bens, mercadorias e equipamentos, entre outras atividades.

A escola oferece ainda cursos de graduação e especialização (MBA) na área de administração de seguros, além de cursos de atualização e qualificação para corretores e seguradoras, nas áreas de seguros e previdência. O preço do curso, na fase inicial, gira em torno de R$ 300. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-253322 ou pelo site www.funenseg.org.br.

Existem unidades da Funenseg em Belo Horizonte (MG), Blumenau (SC), Brasília, Campinas (SP), Curitiba (PR), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Santos (SP), São Paulo (SP) e Vitória (ES). Para quem não tem disponibilidade de horário ou não mora numa destas cidades, a entidade oferece cursos de corretor de seguros a distância. Os exames são realizados duas vezes a cada ano.

A mesma instituição oferece cursos com certificação internacional, já que é representante no Brasil de escolas conceituadas no ensino do seguro mundial, como The Institutes, escola americana voltada à formação corretores de seguros elementares, Life Office Management Association (também americana), cujos cursos têm grande ênfase nos seguros de vida, saúde e previdência, e a inglesa Chatered Insurance Institute, que produz material didático, cursos e exames para todos os ramos de seguros.

Profissionais que trabalham no ramo e são experientes, mas ainda não possuem registro na SUSEP, podem optar por prestar apenas o exame. Caso sejam aprovados, serão registrados na superintendência e estarão habilitados a negociar seguros e até a iniciar uma nova empresa.

Corretor de Seguros

O mercado de trabalho para corretores de seguros

O mercado de seguros apresenta crescimento constante, ano a ano. Em 2012, espera-se um crescimento de mais de 12%, atingindo movimentação anual de R$ 240 bilhões (previsão da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais – CNSeg). Mais de 70 resseguradoras internacionais instalaram-se no país nos últimos anos.

Especialmente nas cidades médias e grandes, a contratação de seguros de automóveis, vida e bens patrimoniais cresce exponencialmente. Empresas também se resguardam com seguros para evitar problemas com a produção e comercialização de seus bens.

No entanto, seguros de proteção contra cataclismas naturais têm sido ampliados nas zonas rurais: produtores agropecuários cada vez mais se protegem de riscos contra prejuízos na produção de alimentos. União e Estados têm investido bastante para garantir (ou amenizar) as perdas no setor.

Cursos gratuitos para corretores de seguros

Alguns sites oferecem cursos grátis, mas é preciso cuidado com as “armadilhas do mercado”. Antes de se matricular, verifique se a instituição é autorizada pela SUSEP, se mantém alguma espécie de convênio dom a Funenseg e, principalmente, se o conteúdo programático e o mesmo exigido nos exames para certificação de corretores de seguros. Somente a aprovação no exame faculta ao candidato o direito de exercer a profissão de corretor de seguros.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *