Como Voltar ao Mercado de Trabalho

Desemprego, mudanças econômicas, queda no consumo ou férias coletivas são alguns motivos que tem levado muitos brasileiros a ficarem parados em casa. A falta de uma atividade formal e rotineira, no entanto, não é motivo para deixar o tempo passar e se entregar à ociosidade, pelo contrário, pode ser a oportunidade para pôr em prática antigos projetos ou procurar uma especialização. Nesse artigo daremos excelentes dicas para você que deseja saber como voltar ao mercado de trabalho por cima.

Invista em você e Volte ao Mercado de Trabalho

Mercado de Trabalho

Cursos Profissionalizantes e de Capacitação

Quanto mais tempo o profissional fica sem emprego e sem atualização, maiores serão suas dificuldades para reentrar no mercado de trabalho. O mundo muda constantemente e a atualização é sempre necessária, o tempo livre talvez seja a oportunidade para realização de um curso ou algum tipo de treinamento.



Uma opção é buscar no SENAC e no SENAI cursos de especialização. Essas instituições oferecem cursos de treinamento e especialização em diversas áreas, além de oferecerem bolsas de estudo para seus alunos. Os cursos podem ser de curta, média e longa duração, podendo ser um diferencial importante no seu currículo.

Para quem mora em cidades onde não há filiais dessas empresas, ambas oferecem a oportunidade de cursos a distância que podem ser realizados pelo computador. Outra instituição que também oferece cursos de capacitação a distância de qualidade é a FGV – www.cursogratisonline.com.br/cursos-gratuitos-fgv -. Todos esses cursos, enriquecem o currículo de quem está fora do mercado, ajudando a se manter sempre atualizado.

Trabalhar como Freelancer

Algumas profissões permitem que o trabalhador desempenhe sua função sem a necessidade de uma empresa. Caso sua profissão permita, o momento do desemprego talvez seja uma oportunidade de oferecer seus serviços de maneira autônoma, são os chamados Freelancers.

Diversas carreiras permitem o trabalho como freelancer, são os programadores, prestadores de serviço de limpeza, contadores entre outras profissões. Ao trabalhar de forma autônoma, a estabilidade de um salário fixo ao fim do mês deixa de existir, no entanto o seu esforço é recompensado de forma mais clara, ou seja, quanto mais se trabalha mais se recebe.

Para iniciar uma carreira de freelancer, o trabalhador deve lançar mão de sua rede de contatos: amigos, colegas, parentes e até mesmo ex-patrões. Lance mão de todos os recursos, como redes sociais, blogs e websites para anunciar seus serviços.

Alguns sites como Freela – www.freela.com.br e Prolancer – www.prolancer.com.br, oferecem diversas oportunidades de trabalhos como freelancers em várias áreas, podendo ser uma alternativa para quem não possui uma rede de contatos muito grande.

Voltar ao Mercado de Trabalho

Emprego Temporário

Os empregos temporários são uma alternativa para tempos de desemprego. As indústrias e o comércio costumam contratar trabalhadores temporários para aumentar a produção em épocas de demanda elevada, como páscoa e festas de fim de ano.

No comércio essas contratações costumam ocorrer cerca de um a dois meses antes da data em questão, entretanto, na indústria essas contratações ocorrem até cinco meses antes, por isso é preciso estar atento a essas oportunidade.

Os empregos temporários fornecem uma renda extra e são uma forma de se manter no mercado de trabalho, ainda que não na sua área de atuação. Habilidades e qualidades como comunicação, trabalho em equipe e proatividade podem ser aprendidas em diversos ambientes de trabalho e todas elas são buscadas pelos profissionais de RH nas entrevistas. Além disso evitam que haja um período longo de inatividade no seu currículo.

Os empregos temporário podem ainda ser a oportunidade de ingressar em outro ramo, caso esteja insatisfeito com sua área de atuação atual. Profissionais com experiência, mesmo que em outros empregos, tem maiores chances de serem efetivados em empregos temporários, leia mais sobre como ser efetivado aqui.

Negócio próprio

Negócio Próprio

Muitos tem o sonho de ser donos do próprio negócio e não terem mais um patrão. A perda de um emprego, especialmente devido ao recebimento do fundo de garantia pode ser um excelente oportunidade de realizar esse sonho.

Muitos tipos de empreendimentos podem ser abertos, como franquias, comércio eletrônico, escritório domiciliar, uma cooperativa entre outras. O que todas elas tem em comum é que requerem preparação e estudo, que se inicia com a elaboração de um plano de negócios.

+ Leia mais: Franquias de até R$50.000

Para quem não sabe por onde começar, o SEBRAE oferece de forma gratuita cursos de capacitação (presenciais e não presenciais) para empreendedores, além de oferecer serviços de consultoria e estudos de viabilidade. Tomar as precauções e conhecer o mercado são etapas fundamentais para evitar o fechamento prematuro do seu novo negócio.
Por Igor


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *