Como Organizar o Orçamento Familiar

Poupar e investir ainda não são ações rotineiras e populares entre os brasileiros. Um dos principais fatores é a inexistência de planejamentos e orçamentos financeiros domésticos. Tal costume é refletido nas estatísticas do setor: 90% das famílias brasileiras não controlam o seu orçamento como deveriam, sendo que R$3,00 em cada R$10,00 são destinados ao pagamento de contas de consumo, com uma margem quase zerada para planos de previdência, poupança e demais investimentos.

orçamento familiar

Cursos de Finanças Pessoais

+ Confira:



Uma boa saída para estas famílias é a realização de cursos de como organizar o orçamento familiar, direcionados às finanças pessoais. Além de aprender a controlar os gastos mensais, os cursos possibilitam que o cidadão atente-se à necessidade de poupar para o futuro, como por exemplo, para a sua aposentadoria.

A FGV Online – plataforma virtual comandada pela Fundação Getúlio Vargas – disponibiliza cursos online gratuitos, direcionados a esta questão. O curso de “Como Organizar o Orçamento Familiar” é um destes. Com duração de apenas 12 horas/aula, o curso capacita os alunos a organizar a sua vida financeira, tanto doméstica como individual, mesmo que haja o endividamento.

Para realizar o curso, é preciso acessar o site da FGV Online e se inscrever. Como se trata de um curso livre e gratuito, não há pré-requisitos, bem como períodos de inscrição definidos. O cadastro do aluno é necessário apenas para aqueles que desejam o certificado de conclusão. Neste caso, após finalizar os módulos o aluno realizar um exame contendo 10 questões objetivas. Obtendo nota 7,0, a declaração poderá ser impressa.

Dicas de Como Organizar o Orçamento Familiar

orçamento da família

Mesmo as famílias que não podem ou não desejam realizar cursos relacionados a Finanças Pessoais podem organizar o seu orçamento de forma prática, cuidadosa e eficiente. Confira abaixo algumas dicas:

Solicite ajuda familiar: É essencial que toda a família tenha conhecimento sobre a saúde financeira do lar. E é importante que todos os membros participem da gestão e controle dos gastos, inclusive os filhos menores de idade.

Anote todos os gastos: Todos os gastos diários – valores e meios de pagamento – devem ser anotados em uma planilha, que pode ser à mão, no Excel ou em softwares especiais para a gestão de despesas. A grande vantagem de manter as despesas registradas “na ponta do lápis” é saber onde o dinheiro está sendo gasto.

Analise as prioridades: Esta regra é clássica e sempre deve ser levada em conta. Defina as prioridades da família e aponte os gastos supérfluos. Desta forma será mais fácil cortas as despesas desnecessárias, quando preciso.

Guarde dinheiro, mesmo que pouco: Poupar mensalmente, não importando o valor, é seguro não somente para cobrir situações de emergência, mas também para comprar bens à vista – já que esta modalidade de pagamento oferece preços mais atrativos, em muitos estabelecimentos.

curso de finanças pessoais


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *