Como Negociar Dívida com a Faculdade?

Concluir um curso superior ainda é um grande obstáculo para muitos estudantes. A principal barreira, em muitos casos, é a dificuldade de arcar com o pagamento das mensalidades. Muitos alunos tornam-se inadimplentes durante a graduação e sentem-se “envergonhados” perante à instituição.

Renegociar as dívidas estudantis pode ser mais simples do que se imagina. O passo inicial é manter uma relação de transparência com a instituição, deixando claro o seu desejo de regularizar as pendências.

Vale frisar ainda que quase 100% das universidades estão abertas ao diálogo e renegociações, principalmente se o aluno sempre manteve seus compromissos em dia, e acabou se complicando por conta de uma situação isolada.



Confira algumas dicas de como tornar este processo mais leve e simples e fique tranquilo para finalizar os seus estudos!

dívida com a faculdade

Como Negociar Dívida com a Faculdade?

Mostre interesse na renegociação: deixar claro que acertar as pendências é muito importante para você é um bom começo. Evite conversar sobre o assunto via telefone. Marcar uma visita ao setor responsável e discutir o assunto pessoalmente é muito melhor.

Também é interessante que o aluno não possua um alto índice de faltas ou dependências. Tais pontos podem desfavorecer a negociação, já que a universidade pode pensam que o aluno não se importa tanto assim com a vida universitária.

Justifique os Atrasos nos Pagamentos

Transparecer – e comprovar – as dificuldades financeiras é interessante. Desta forma, a faculdade entenderá que os atrasos não são oriundos de atitudes irresponsáveis.

Para comprovar o momento delicado, procure reunir documentos que comprovem a dificuldade financeira, tais como: holerites, declarações de IR, contas dos últimos 6 meses, comprovantes de consultas médicas…

Solicitar informações sobre bolsas de estudo também é válido. Assim, a faculdade perceberá que, além de desejar quitar as dívidas, o aluno está buscando alternativas para evitar novos atrasos.

Organize o Orçamento

Antes de assinar o contrato de renegociação, analise o seu orçamento mensal. Lembre-se de que terá que pagar não somente as mensalidades do acordo, mas também as mensalidades atuais, para que não ocorram outros atrasos.

Uma boa maneira de analisar os gastos é colocando tudo, literalmente, no papel. Lance as contas de consumo, gastos extras, as mensalidades atuais e as mensalidades renegociadas. Atente-se também aos reajustes anuais, que devem ser incluídos no orçamento.

Com todos os gastos em mãos, veja se será possível arcar com os custos das mensalidades extras, mesmo que por apenas 1 semestre. Se perceber que o orçamento ficará apertado com o acordo proposto, tente alterar o valor e extensão da renegociação.

+ Confira também nossos artigos sobre educação financeira:

FIES e ProUni

Uma boa alternativa para respirar tranquilo durante os estudos é optar pelos programas de bolsa de estudos oferecidos pelo Governo Federal, como o FIES e o PROUNI – além das bolsas da própria faculdade. Com eles, é possível reduzir os gastos em 50% ou até mesmo integralmente.

Para conhecer as alternativas federais, acesse os seus respectivos sites:

+ Site do FIES: http://www.sitedofies.net
+ Site do ProUni: http://www.sitedoprouni.com.br


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *