Como Limpar Nome Sujo – Passo a Passo para Ter Crédito

Milhões de brasileiros estão endividados. Confira como limpar um nome sujo.

Publicidade



Em média, 50 mil CPFs são inscritos mensalmente nos cadastros do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e SERASA Experian. No total, 59,5 milhões de brasileiros estão com o nome sujo, o que representa quase 40% da população entre 18 e 95 anos. Mas, o que se deve fazer para sair desta estatística e limpar um nome?

Para limpar um nome sujo, é necessário identificar os credores e quitar as dívidas, ou renegociá-las de acordo com as condições financeiras.


A maioria das empresas concorda em retirar o CPF do cadastro de inadimplentes a partir do pagamento da primeira parcela da renegociação. O CPF deixa de figurar como inadimplente em até cinco dias úteis.

Como Limpar o Nome?

Outra possibilidade é recorrer aos “feirões limpa nome” organizados pelos serviços de restrição. SCPC, SPC e SERASA organizam eventos regularmente, em que os endividados podem identificar os débitos existentes e, em alguns casos, renegociar o pagamento no próprio local.

+ Confira: Faça Consulta do seu CPF e Nome no Serasa e SCPC

Em último caso, é possível pedir um empréstimo para pagar as dívidas acumuladas. Neste caso, é preciso avaliar as condições do empréstimo e a capacidade de quitá-lo. Nunca use o limite do cheque especial, nem o crédito rotativo do cartão de crédito, que sempre têm juros muito altos.

O melhor a ser feito, no entanto, é evitar que o nome seja enviado para os serviços de proteção ao crédito. De acordo com a legislação, os credores precisam enviar carta com Aviso de Recebimento, com antecedência de dez dias, informando sobre a existência de débitos e da eventual inscrição no cadastro dos nomes sujos. Com a quitação de ao menos parte da dívida, o acesso ao crédito fica mantido.

Como Renegociar as Dívidas

As empresas têm todo o interesse de receber dívidas antigas. Por isto, sempre existe espaço para a renegociação. No entanto, para limpar um nome sujo, não aceite a proposta de pagamento sem avaliar devidamente a sua capacidade de quitar as parcelas. Do contrário, em poucos meses, o fantasma da inadimplência voltará a assombrá-lo.

Se necessário, pode-se procurar o apoio da Defensoria Pública ou do PROCON (as duas instituições prestam assessoria para pessoas físicas e jurídicas com endividamento alto). Fique atento aos novos juros incidentes e ao custo efetivo total (CET), para não ser passado para trás na negociação.

Existem empresas especializadas em mediar a renegociação de dívidas, para que o consumidor possa limpar um nome sujo. Aqui, vale um alerta: empresas idôneas não cobram nada do endividado pelo serviço: elas lucram com a cobrança de um percentual, pago pelos credores.

O que acontece com quem tem nome sujo?

As empresas credoras podem acionar os serviços de proteção ao crédito a partir do primeiro dia de atraso, mas, em geral, esta providência só é tomada dez dias depois do vencimento. No SERASA, o prazo é ainda maior: entre 30 e 45 dias.

Quem tem o nome sujo não pode (por até cinco anos):

  • contratar qualquer tipo de financiamento em bancos e financeiras;
  • parcelar novas compras em qualquer loja do mercado, inclusive com cheque pré-datado;
  • abrir novas contas bancárias com movimentação do saldo através de cheques;
  • alugar imóveis;
  • perder oportunidades de emprego. Apesar de esta prática ser ilegal (com exceção dos processos seletivos para órgãos públicos), muitos empregadores consultam o CPF e negam vagas para quem está com o nome sujo.

O prazo para a permanência do CPF no cadastro de inadimplentes, de acordo com a lei, é de cinco anos, a contar da data de vencimento da dívida não paga. Depois disto, o credor perde o direito de exigir a cobrança na justiça, mas pode continuar tentando receber através de negociações que não exponha o endividado a situações constrangedoras.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *