Como Escolher uma Profissão

Algumas pessoas parecem nascer vocacionadas para seguir uma carreira. Desde pequenas, afirmam que serão médicas, veterinárias, advogadas, mesmo antes se saber qual é a rotina de cada um destes especialistas. No entanto, para a maioria dos estudantes, o momento de escolher a profissão é difícil, cheio de dúvidas, e por isso hoje debateremos os seguintes tópicos:

Como Escolher uma Profissão

  • Como Escolher a Profissão certa?
  • Escolha da Profissão
  • Teste para Escolher uma Profissão
  • Qual Profissão Escolher?

Começamos pelos próprios pais, esses podem ajudar conversando com os filhos sobre as diferentes profissões, ajudando em pesquisas na internet e visitando feiras de profissões, como as realizadas Pelo Centro de Integração Empresa-Escola (Cie-E), organizadas em muitas cidades brasileiras. As escolas podem oferecer palestras e testes vocacionais. A decisão final, porém, é do adolescente.



Como Escolher uma Profissão

Um erro comum é escolher uma profissão que “dá dinheiro”. Na verdade, é preciso ficar claro que o que dá dinheiro é o bom desempenho profissional, que nunca vai ser atingido por alguém que não gosta do que faz. Um graduado em Ciências Sociais, área com muito poucas ofertas no mercado de trabalho, pode tornar-se um excelente pesquisador ou professor, se seguir sua vocação.

Existem também as “profissões da moda“, que seduzem os estudantes. Durante alguns anos, a carreira de Publicidade e Propaganda, no exame vestibular da Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular), que seleciona alunos para a USP (Universidade de São Paulo), foi a mais concorrida. No entanto, pesquisas indicaram que a maioria esmagadora dos graduados em P&P não tinha talentos criativos para exercer a profissão nas áreas mais visadas: direção de arte e redação.

Alguns poucos tiveram a sorte de trabalhar com planejamento estratégico, mas muitos foram trabalhar em atendimento aos clientes e negociação de mídia. Nada contra estas carreiras, que são excelentes opções para quem tem facilidade de relacionamento interpessoal, mas certamente não era este o sonho dos tempos de universidade.

Então, como escolher a profissão certa?

Para escolher a profissão, é preciso avaliar as capacidades intelectuais e psicológicas: a facilidade de apreender os conceitos de determinada disciplina está diretamente relacionado à área em que os estudantes vão apresentar o melhor rendimento: quem se dá bem em matemática pode escolher Economia ou uma carreira das ciências exatas e tecnologia. Os que preferem língua portuguesa, história e geografia, devem achar sua profissão entre as áreas de humanidades: artes, ciências humanas e administração. Já os que se destacam em química e biologia podem procurar as técnicas para seu futuro emprego nas ciências de saúde.

Um estudante tímido, que odeia participar de seminários e evita até fazer perguntas durante as aulas, deve evitar profissões que exigem o contato com clientes e fornecedores; cursos tão díspares como logística, as diversas licenciaturas e psicologia. Mas este estudante tímido pode vencer suas limitações; só ele próprio é capaz de dizer se é capaz disto.

Como Escolher uma Profissão

Profissões básicas ou burocráticas ?

Há estudantes que gostam do “pão, pão, queijo, queijo”. Isto é assim porque é assim a pronto. Eles não vão se dar bem em profissões analíticas, como ciências humanas e sociais. Psicologia, história, geografia, sociologia, antropologia e ciência política são ideais para quem gosta do debate, da discussão.

Os que preferem 1 + 1 = 2 obterão melhores resultados nas engenharias e ciências exatas, com exceção da física, que estuda algumas áreas bastante teóricas. O psicoterapeuta Carl Gustav Jung e o físico Linus Pauling estudaram a teoria da sincronicidade, chegando a escrever uma obra a quatro mãos sobre o assunto, absolutamente teórico.

Existem profissões burocráticas, cujas atividades são baseadas em escritórios e salas de reunião: economia, administração, contabilidade e secretariado executivo, entre outras. Se o jovem se estressa com as atividades rotineiras, sempre idênticas, deve procurar outra área. Os mais aventureiros podem optar por oceanografia, por exemplo. Os dias nunca serão iguais.

Atualmente, tem havido um descaso com a leitura e interpretação de textos, por escolas públicas e particulares. Isto dificulta a assimilação de conceitos teóricos e, por outro lado permite a aquisição de conhecimentos práticos. Alunos com este perfil podem ser bem-sucedidos nos cursos de tecnologia, e não bacharelado. Há cursos para formação de tecnólogos em muitas áreas, que vão da moda à tecnologia da informação.

Uma última dica: escolha um curso de ciência pura, da física à geografia, da matemática à filosofia. Além de obter uma licenciatura, útil para obter um emprego rápido, dando aulas, o estudante pode especializar-se nas mais diversas áreas. Um licenciado em história, por exemplo, pode fazer especialização em marketing político. Um matemático pode seguir para estatística, ciências da computação e até a filosofia.

De qualquer forma, escolha uma carreira gratificante. Você vai passar muitas horas diárias dedicando-se a ela até os 70 anos, ou mais.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Um comentário em “Como Escolher uma Profissão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *