Custos para Abrir um Restaurante: Investimento e Retorno

Quer abrir um restaurante? Planeje cuidadosamente: só 3% destes estabelecimentos sobrevivem por mais de uma década.

De acordo com a ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), de cada 100 restaurantes, 35 não conseguem completar o primeiro ano de atividades e apenas três permanecem abertos depois de dez anos de trabalho. Os motivos principais são a falta de planejamento, de objetivos claros e descontrole orçamentário.

Os custos para abrir um restaurante variam bastante: tudo depende do tipo de estabelecimento desejado: self service, almoço executivo, happy hour, refeições prontas, almoço e jantar, etc. Para o setor, a boa notícia é que cada vez mais brasileiros estão fazendo suas refeições fora de casa: já são 51% da população os que passam longe do fogão.



Quanto Custa Abrir um Restaurante?

abrir um restaurante

O primeiro passo para abrir um restaurante é escolher uma boa região, que pode ser comercial ou residencial (tudo depende do planejamento). É necessário verificar com a prefeitura do município autoriza o funcionamento do estabelecimento na área escolhida. Depois de escolher o local, é preciso solicitar o alvará de funcionamento antes de abrir as portas, verificar a legislação sanitária e trabalhista.

A burocracia é a grande inimiga dos pequenos negócios do país. Para um restaurante iniciar as atividades, é preciso, por exemplo, um responsável técnico pela manipulação dos alimentos. Em restaurantes por quilo, as balanças precisam ser aferidas regularmente pelo INMETRO – Instituo Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia.

Um restaurante pequeno, em uma cidade média ou grande do país, não requer grandes investimentos iniciais: R$ 20 mil ou R$ 25 mil. Em cidades menores, é possível gastar bem menos do que isto, em torno de R$ 10 mil. É possível reduzir os custos, oferecendo um cardápio mais limitado, com poucos itens.

Todo novo empresário visa ao lucro, mas é fundamental ter em mente que o retorno financeiro do investimento dificilmente virá antes de 48 meses de atividades. Neste período, é necessário ter uma reserva para custear as despesas do restaurante e as próprias despesas pessoais.

Confira também:

O que levar em conta antes de abrir um restaurante?

Um restaurante comercial trabalha basicamente no horário de almoço, entre 11h e 14h. É necessário que ele seja facilmente notado por potenciais clientes. O novo empresário tem que se esquecer de folgas ou férias (ao menos nos dois primeiros anos).

A disponibilidade para ir a vários entrepostos comerciais durante os sete dias da semana também é fundamental. É preciso pesquisar os preços para encontrar as melhores condições. Com alimentos de boa qualidade, fica faltando apenas a hospitalidade e bom atendimento. O treinamento adequado do pessoal – garçons, maîtres, cozinheiros, etc. – é imprescindível para o sucesso do empreendimento.

Todo publicitário sabe disto: a propaganda é a alma no negócio. Mesmo para um pequeno restaurante, é necessário divulgar o estabelecimento e as refeições principais e oferecer promoções (como um vale-sobremesa, por exemplo).

Para abrir um restaurante, não basta apenas saber cozinhar: é preciso conhecer a legislação e trabalhar como gestor de uma empresa: carisma, liderança e disposição para o trabalho são fundamentais. Quem é iniciante no ramo pode escolher um sócio com experiência. Também é útil fazer cursos de administração, como os oferecidos pelo SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, que podem ser feitos online.

+ Confira: Os Cursos SEBRAE são Bons?


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *