Como Abrir seu Próprio Negócio – Dicas e Ideias

Todos querem abrir seu próprio negócio e, com algumas dicas simples, é possível obter sucesso.

Quem nunca sonhou em abrir seu próprio negócio? E quantos desistiram de seus projetos antes mesmo de estudar a viabilidade? Muitos brasileiros possuem vocação empreendedora, mas o medo de dar errado faz com que abram mão de seus sonhos e permaneçam anos a fio em atividades pouco criativas ou muito distantes das suas reais qualificações.

próprio negócio



A primeira dica para abrir seu próprio negócio é proceder a uma autoanálise crítica e objetiva: o bom empreendedor é aquele que consegue tomar iniciativas, não desiste do que quer, tem coragem para correr os riscos inerentes ao negócio, é capaz de planejar, sabe delegar tarefas, possui uma rede de contatos para divulgar seus produtos ou serviços e também para obter dicas sobre bons fornecedores e, finalmente, tem carisma.

Em seguida, é preciso avaliar a viabilidade do negócio: reunir o máximo de informações sobre a aceitação dos bens a serem produzidos ou comercializados num determinado nicho de mercado, identificar possíveis concorrentes, formar preços e verificar se os possíveis consumidores estão dispostos a pagá-los.

Nada disto, no entanto, é suficiente para quem quer abrir seu próprio negócio, mas não tem recursos financeiros para se manter no período de implantação e nos meses (ou anos) seguintes. Estudos indicam que um hotel para animais de estimação requer alto investimento inicial e não se deve esperar lucro nos primeiros três anos.

Com todos os requisitos preenchidos, é preciso definir alguns pontos do novo negócio. Será uma empresa doméstica? Você será o único diretor ou trabalhará com um ou mais sócios? É preciso avaliar o relacionamento que você mantém com estas pessoas, que passarão horas em contato direto todos os dias, por um prazo indefinido.

Se for apenas uma relação de amizade, talvez ela não sobreviva às crises do relacionamento formal. E, se você for do tipo centralizador, é melhor esquecer parentes e amigos e partir para o novo negócio sozinho, ou contratar os empregados necessários, sempre lembrando que ao contratar, está sendo gerada uma despesa permanente.

Mantenha sua empresa sempre na legalidade. Empreendedores individuais podem se registrar como autônomos e obter os benefícios trabalhistas, pagando um mínimo de impostos. Já uma pequena empresa vai precisar do apoio de um escritório de contabilidade. Com a documentação em dia, é possível obter empréstimos bancários, antecipação de recebíveis e, se sua empresa crescer – como se espera na atuação de um microempresário bem sucedido, que quer abrir seu próprio negócio – você precisará de novos recursos na ampliação.

Vale a pena conferir:

curso empreendedorismo

Não concentre a atenção apenas no seu produto. Logicamente, de início, o trabalho pode ser realizado num espaço pequeno, com uma vitrine caprichada, um letreiro atraente, mas empresários não ficam apenas atrás do balcão: precisam pensar em gestão, marketing, contabilidade.

Capacite-se para isto: existem cursos gratuitos, online e na própria microempresa para a qualificação do empresário. O SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – disponibiliza boas ferramentas presenciais, virtuais e in company para quem quer se tornar seu próprio patrão.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *