Ciência sem Fronteiras: Como Conseguir uma Bolsa?

Para aumentar a competitividade das nossas empresas, o governo oferece bolsas de estudos através do Ciência sem Fronteiras.

O Ciência sem Fronteiras é um programa do governo federal, lançado em julho de 2011, por meio de uma parceria entre os ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação. O objetivo primordial é o fornecimento de bolsas de estudos em nível de graduação e pós-graduação em diversas universidades do exterior.

A coordenação do programa é do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). O Ciência sem Fronteiras pretende encaminhar 101 mil estudantes até 2015, e promover o intercâmbio e estágios, com o intuito de entrar em contato com sistemas educacionais competitivos, no que diz respeito à tecnologia e a inovação.



O governo federal arcará com os custos de 75 mil bolsas de estudos; as demais deverão ser custeadas pela iniciativa privada.

ciência sem fronteiras bolsa de estudos

Como Conseguir uma Bolsa no Ciência sem Fronteiras

O Ciência sem Fronteiras pretende ainda atrair pesquisadores que queiram fixar moradia no Brasil, ou estabelecer parcerias com os nossos cientistas.

Cursos

O Ciência sem Fronteiras elegeu os seguintes setores para conferir as bolsas de estudos: Engenharia, Ciências Exatas e da Terra, Energias Renováveis, Tecnologia Mineral, Biotecnologia, Petróleo, Gás e Carvão Mineral, Nanotecnologia, Ciências Biológicas, Produção Agrícola Sustentável, Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais, Fármacos, Biodiversidade e Bioprospecção, Tecnologia Aeroespacial, Ciências do Mar, Computação e Tecnologias da Informação, Indústria Criativa (voltada para produtos e processos com desenvolvimento tecnológico e inovação), Ciências Biomédicas e da Saúde e Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva.

Os estudantes selecionados para o CSF ganham as mensalidades da faculdade, auxílio para se instalar e para se deslocar e cota de bolsa. O auxílio para pesquisa é negociado caso a caso, diretamente com o patrocinador.

As informações podem ser obtidas no site www.cienciasemfronteiras.gov.br e as bolsas são válidas para graduações, mestrados profissionais e doutorados (inclusive os cursos sanduíche, em que os alunos estudam apenas algumas etapas, retornando à sua faculdade de origem). Neste ano, os estudantes puderam se inscrever até abril.

ciência sem fronteiras

Quem pode participar do CSF?

Os estudantes interessados em participar do programa Ciência sem Fronteiras devem cumprir os seguintes requisitos: ser brasileiro nato ou naturalizado, estar matriculado em uma instituição de ensino superior (em cursos relacionados às áreas prioritárias), ter obtido nota mínima de 600 no ENEM (considerando os exames prestados a partir de 2009), ter bom desempenho acadêmico e ter concluído no mínimo 10% e no máximo 90% da grade curricular. Para pós-graduações, também é necessária a matrícula.

Em caso de haver muita concorrência, será dada a preferência para jovens que tenham recebido prêmios em olimpíadas científicas no Brasil ou no exterior e para os que tenham recebido (ou estejam recebendo) bolsas de iniciação científica ou tecnológica do CNPq ou da CAPES.

É desnecessário dizer, mas os interessados no Ciência sem Fronteiras precisam dominar o idioma do país de destino. A coordenação do programa não realiza testes de proficiência durante o processo de concessão da bolsa de estudos.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *