Carreiras e o Mercado de Trabalho de Gastronomia

Incluindo técnicas na preparação de alimentos e bebidas e atuando na gestão de restaurantes, o curso de Gastronomia forma profissionais que são capacitados ao domínio dos métodos de segurança alimentar e de planejamento e produção de cardápios.

Lançando mão de técnicas direcionadas para a execução e preparação desde os pratos mais simples até os da alta e fina gastronomia, os profissionais podem se profissionalizar nos segmentos da confeitaria, da panificação ou em um tipo de culinária específica ou da moda, sendo chefs, eles são responsáveis pelo funcionamento da cozinha, pelo treinamento de pessoal, pelo cuidado da tabela de preços, pela negociação com fornecedores, por manter o contato com clientes e desenvolvimento de estratégias de marketing nos estabelecimentos alimentícios.

Conheça o Mercado de Trabalho de Gastronomia

chef de cozinha



O mercado de trabalho do profissional da gastronomia é algo que vem crescendo bastante no Brasil, a confeitaria e a panificação são as áreas que mais necessitam de profissionais do mercado, geralmente, contratados para trabalhar em restaurantes, hotéis, redes de lanchonetes, bufês, empresas de serviços alimentícios, companhias aéreas e até em hospitais. Com vagas concentradas no Rio de Janeiro, em São Paulo e nas cidades turísticas da região nordeste do país.

Entre as carreiras que se destacam na área de gastronomia, algumas são mais relevantes, a saber: a de chef de cozinha, cujas obrigações compreendem o planejamento e a preparação dos cardápios conforme a demanda de cada tipo de cozinha; a de chef pâtissier, que se responsabiliza pela especialização na confeitaria e na panificação, na preparação de pratos com estilo decorado de doces e salgados; a de personal chef, cuja atuação se dá em residências particulares e se volta para a elaboração de cardápios e de receitas.

No caso da carreira de consultor de gastronomia, o profissional poderá atuar na prestação de assessoria técnica para a abertura de restaurantes ou na proposição de aperfeiçoamentos em estabelecimentos que já estejam em funcionamento. Já no ramo da segurança alimentar, a responsabilidade é a de vistoriar cozinhas industriais e restaurantes, em favor de averiguar o cumprimento das normas de segurança alimentar no local.

Já a área de desenvolvimento de produtos é voltada para a criação e a preparação de pratos, com o uso de alimentos que são fornecidos por determinada indústria, já a gestão de negócio na gastronomia tem profissionais que administram o funcionamento do restaurante, cuidando desde a contratação e do treinamento dos funcionários até a parte dos recursos financeiros e a lida com os clientes e fornecedores.

gastronomia

Para atuar na área de gastronomia, nãos e exige-se curso superior, no entanto o crescimento da área é enorme e a concorrência está se profissionalizando, logo, os restaurantes, hotéis e locais de trabalho da área gastronômica tem exigido a faculdade de gastronomia.

Quanto ganha?

Não há regulamentação para a profissão por enquanto e os ganhos iniciais variam bastante, dependendo muito do tipo de empreendimento, se trata de uma rede hoteleira nacional ou internacional, se o restaurante é renomado, etc.

No entanto a média salarial para início de carreira é entre R$800 a R$1.000. Já o no nível intermediário os ganhos giram na faixa de R$2.500.

No auge da carreira esses ganhos pode ir a R$5.000, no entanto chefs renomados podem ser de fato milionários, com salários acima de R$20.000 ou tendo seu próprio empreendimento, e faturando alto.

O que faz no dia a dia?

  • Atividades de apoio na cozinha;
  • Preparo de molhos, saladas, canapés;
  • Montagem de pratos.

O formando sai do curso e com o tempo irá acumulando mais funções na cozinha. Fica encarregado de executar determinados pratos e auxiliando o chef principal. Quando se obtém certa experiência, o profissional poderá assumir a cozinha por inteira e aí sim comandará toda uma equipe, além claro de fazer elaboração dos pratos.

Para se dar bem em gastronomia é necessário estar sempre atualizado e estudar as tendências da culinária mundial. Os empreendimentos dão valor ao curso superior de gastronomia, portanto fazer uma faculdade na área e se formar é essencial nos dias de hoje.

Confira: Curso de Gastronomia: Como é a Faculdade de Gastronomia?

A dica final fica para especialização. Vale mais um chef especializado em cozinha francesa por exemplo do que um chef que trabalha com cozinha francesa, italiana, mediterrânea, brasileira e oriental. Quanto mais a especialização em uma área, mais chances de alcançar salários altos.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *