Aprender Inglês no Exterior, vale a pena?

Os cursos de inglês no exterior são mais rápidos e aliam fluência no idioma e um excelente intercâmbio cultural.

Existem diversas opções de cursos de inglês no exterior, indicados para os mais diversos públicos: crianças, adolescentes, casais, idosos, executivos, professores e até a família inteira: os membros viajaram todos juntos, mas as atividades são separadas de acordo com a faixa etária. Existem cursos que duram apenas um mês.

Curso de Inglês no Exterior



Cursos de Inglês no Exterior

Vários países do mundo têm o inglês como o idioma oficial: Canadá, EUA, Irlanda, Quênia, África do Sul e Austrália são alguns exemplo, além da própria Inglaterra, onde a língua se desenvolveu. O sotaque mais falado no mundo, no entanto, é o americano. As melhores opções estão nos opostos do país: a costa oeste (Los Angeles, São Francisco, São Diego) e a costa leste (Nova York, Washington, Massachusetts).

Um curso de inglês no exterior significa não apenas um dominar um segundo idioma, o que é um bom diferencial para o currículo, mas também mergulhar numa outra cultura, com regras, tradições e costumes diferentes.

Diversos centros de intercâmbio oferecem pacotes de estudos e lazer para quem quer aprender inglês. Antes de embarcar, é conveniente pesquisar sobre as características da região, suas regras de etiqueta, tendências da moda, etc. Os biquínis brasileiros, por exemplo, não são bem vistos em muitos países. Mesmo as empresas que exportam para os EUA e Inglaterra alteram a modelagem, aumentando os trajes de banho.

O ideal é se hospedar em casas de família ou em alojamentos estudantis, para se adaptar rapidamente e também praticar o inglês no maior número de situações possível. Muitos brasileiros para estudar inglês no exterior, mas acabam formando as famosas “panelinhas” e falando apenas português, fato que limita fortemente o aprendizado.

Aprender Inglês no Exterior

É preciso conversar com o atendente da padaria, assistir a filmes e shows, enturmar-se. Pessoas introvertidas tendem a apresentar rendimento sofrível, que, aliado à saudade de casa e dos familiares, pode prejudicar o curso. Mesmo assim, vale a pena fazer um esforço de superação: novos amigos e cenários enriquecem a vida de todos.

Quem já domina o inglês pode fazer uma graduação ou pós-graduação no exterior. O programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal (www.cienciasemfronteiras.gov.br) oferece bolsas de estudos em diversos países. As condições para concorrer às vagas estão no site.

Uma vez definido o destino, é preciso verificar a seriedade da instituição que organiza a viagem e estada, verificar junto ao consulado as exigências do país (documentação, vacinas, etc.) e preparar as malas, lembrando que o inverno europeu e norte-americano é bastante rigoroso.


Gostou? Compartilhe nas redes sociais :)

Cursos Gratuitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *